As preciosidades do IMB
O adeus ao imortal da ABL, que no jornal foi “cronista agudo e lírico”