Mercado de RP dá sinais de recuperação, diz Marco Sabino, da Llorente & Cuenca

Agência procura diretor para sua filial carioca, de olho em expansão dos negócios no Estado

 

Ainda celebrando os 28 prêmios conquistados na última semana pela Llorente & Cuenca no International Business Awards 2016 – o Prêmio Stevie –, superando os 23 da edição anterior, Marco Sabino, que desde o início do ano lidera a agência no Brasil, após ter vendido o controle da sua S/A para a companhia espanhola, disse ao Portal dos Jornalistas que começa a perceber uma retomada nos negócios de RP no Brasil, a ponto de apostar que o último trimestre poderá “salvar o ano” para o mercado.

A aposta dele tem como base a retomada das concorrências nas últimas semanas, após meses de represamento em decorrência da crise econômica e das incertezas políticas, o que agora, segundo ele, começa a mudar.

E uma das ações que a Llorente já começa a deflagrar, com vistas a um cenário mais positivo, é a contratação de um diretor para a filial do Rio de Janeiro, para expandir os negócios no Estado: “É um mercado estratégico e queremos fortalecer nossa presença na região”.

“Este ano”, diz ele, “assistimos à distância o bom desempenho da Llorente no Stevie, até porque faz muito pouco tempo que passamos a integrar o grupo e, nesse período, a prioridade tem sido a de nos integrarmos plenamente aos negócios e à cultura da organização. No próximo já estaremos em condições de concorrer mais fortemente e contribuir com conquistas brasileiras e da própria América Latina, onde a Llorente tem grande parte de seus negócios, ocupando posições de destaque em mercados como Argentina, México e Peru, entre outros”.