Maurício Lima sucede a André Petry na Direção de Redação de Veja

André Petry e Maurício Lima

André Petry deixou nessa segunda-feira (13/5) o comando da Redação de Veja, que ocupava desde fevereiro de 2016, e foi substituído por Maurício Lima, até então responsável pela coluna Radar. Tem convite do próprio Lima para continuar na revista como colunista.

Petry começou em Veja no início dos anos 1990, tendo passado pelos cargos de editor, diretor da sucursal de Brasília e correspondente em Nova York. Ele ficou fora da revista apenas entre 2000 e 2001, quando foi editor executivo do Correio Braziliense, e de agosto de 2013, após deixar o posto nos EUA, a fevereiro de 2014.

Petry e Lima tem uma história em comum em Veja, nas duas passagens de ambos pela revista. Petry o contratou quando chefiou a sucursal em Brasilia. E contratou-o novamente para fazer o Radar quando assumiu a direção da revista, há três anos. Agora em papéis invertidos, Lima é quem convida Petry a continuar a dobradinha.

Segundo J&Cia apurou, a mudança era mais do que esperada, em decorrência das muitas alterações na Editora Abril e, sobretudo, da troca de dono da empresa. Era para ter sido em fevereiro, mas a coisa toda arrastou-se demais em razão dos sucessivos adiamentos e complicações no processo de recuperação judicial.

J&Cia apurou também que a redução no número de assinantes da revista nos últimos três anos, de 1,2 milhão para 800 mil, não foi exatamente de uma queda. Ela deveu-se ao fato de a Abril ter inchado artificialmente a carteira de assinantes na gestão de Walter Longo e depois, com o agravamento da crise, teve que fazer nela uma limpeza brutal, o que explica a ceifada de 400 mil assinantes. Já em relação ao site de Veja houve um grande crescimento no mesmo período: a média de visitantes únicos por mês saltou de 12 milhões em 2016 para 30 milhões hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *