Imagem de Marielle Franco causa demissão e fim de programa na EBC

Imagem de Marielle Franco apareceu em xilografia ao lado de homenageado. Vídeo foi editado e imagem retirada

A rápida exibição, em um programa da TV Brasil, de uma imagem da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, assassinada em março de 2018, resultou na demissão do diretor da atração e da saída do programa da grade da emissora. A informação foi divulgada em primeira mão por Guilherme Amado, de Época.

O caso ocorreu após a exibição um especial sobre o cantor Jackson do Pandeiro, que foi ao ar no programa Antenize, em 31 de agosto. Em um trecho de cinco segundos do especial, a câmera mostrou alguns livros de cordel, com capas em xilogravura. Entre eles, havia o desenho da vereadora ao lado da figura do próprio Jackson do Pandeiro, o homenageado.

Uma semana após a exibição, o diretor da atração, Vancarlos Alves, foi demitido e o programa Antenize retirado da grade da TV Brasil. Além disso a edição do especial no YouTube sofreu um corte, que tirou a imagem em que a vereadora assassinada aparecia.

Nesta semana o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) pediu que a Corte investigue a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) por censura à imagem de Marielle Franco.

“Situação de extrema gravidade, visto que pode resvalar para um ato de censura flagrantemente inconstitucional, com potencial de fazer incidir sobre essa conduta dos responsáveis as sanções cabíveis no âmbito do controle externo”, escreveu o subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado, em ofício ao presidente do TCU. “Não é desconhecida a orientação do governo federal em negar ‒ por meio de seus órgãos e empresas estatais ‒ a visibilidade cultural a essas duas temáticas [LGBT e de esquerda], as quais eram fortemente ligadas à imagem de Marielle Franco”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *