José Nêumanne Pinto

José Nêumanne Pinto nasceu no dia 18 de maio de 1951, em Uiraúna no sertão da Paraíba. Começou a carreira como repórter policial no Diário de Borborema, em Campina Grande (PB).
 
Em São Paulo, foi repórter especial da Folha de S.Paulo (SP). Na sucursal paulista do Jornal do Brasil (RJ), atuou como secretário e chefe de redação, além de repórter especial. No jornal O Estado de S.Paulo (SP), foi editor de Política, de Opinião e editorialista, além chefe dos editorialistas do Jornal da Tarde. Foi também assessor político do senador José Eduardo de Andrade Vieira, ex-ministro da Indústria, do Comércio e do Turismo e da Agricultura.
 
Teve uma coluna sobre o Brasil na edição em espanhol do The Miami Herald (EUA). Assinou uma coluna semanal no site Cineclik, especializado em Cinema. Foi editorialista no SBT com a coluna Direto ao assunto que até 2014 fazia parte do principais jornais da emissora.
 
É editorialista e articulista de O Estado de S.Paulo, além de comentarista diário na Rádio Jovem Pan, de São Paulo.
 
Ganhou o Prêmio Esso de Informação Econômica (com Maria Inês Caravaggi, Perfil do operário brasileiro hoje, Jornal do Brasil), o Troféu Imprensa de Reportagem Esportiva (com Paulo Mattiussi, Eder Jofre e o boxe brasileiro – Jornal do Brasil), ambos em 1976, e o prêmio Senador José Ermírio de Moraes, da Academia Brasileira de Letras, em 2005, ao melhor livro de 2004, o romance O silêncio do delator.
 
Tem onze livros publicados: três romances, três de poesia e quatro de perfis, reportagens, artigos e ensaios jornalísticos. Entre suas obras estão ainda O que sei de Lula e A República na lama. Lançou Também o CD As Fugas do Sol (CPC-Umes), no qual lê poemas de sua autoria com trilha sonora composta e interpretada pelo maestro Marcus Vinicius de Andrade.
 
Ocupa a cadeira número 1 na Academia Paraibana de Letras e integra o Conselho Editorial do site Trilhas Literárias. Tem um blog, o Estação Nêumanne
 
Deixou a emissora SBT em fevereiro de 2014. Sobre a saída da emissora, publicou o comentário, no qual analisa os fatos.
 
 
 
 
Atualizado em fevereiro/2014 – Portal dos Jornalistas
Fontes:
Dados confirmados pelo jornalista
http://portaldosjornalistas.com.br/noticias-conteudo.aspx?id=2274
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *