João Caminoto

João Fábio Caminoto nasceu em São Paulo (SP), no dia 3 de dezembro de 1960. Formou-se em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo, em 1983. É mestre em Jornalismo Internacional pela Universidade de Cardiff (País de Gales), desde 1990. Fez o Curso de Gestão Intensiva da Fundação Getulio Vargas (FGV/SP), em 2012, e o de Advanced Management Programme (AMP) da Insead Business School, de Fointanebleau (França), em 2014.
Começou a carreira no Jornalismo em 1982 como redator da Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Em 1986 foi contratado pela rádio Jovem Pan (SP) como repórter, função que exerceu até 1989. Ainda naquele ano, foi contratado pela Folha de S.Paulo (SP).
Mudou-se no ano seguinte para Cardiff, para fazer o mestrado. No retorno ao Brasil, em 1991, foi trabalhar na revista Veja (SP), inicialmente como editor-assistente de Internacional, depois de Economia. Em 1994, assumiu a sucursal da publicação em Porto Alegre (RS).
Ainda em 1994 faturou o Prêmio Abril de Jornalismo, na categoria Turismo, com Ernesto Bernardes, pela reportagem Os santuários ecológicos. No ano seguinte, levou o Prêmio Esso de Jornalismo, na categoria Informação Econômica, e o 3º Prêmio Fiat Allis de Jornalismo Econômico, com a reportagem A turma do calote, junto com Laurentino Gomes, Marcos Pivetta, Mônica Bergamo, Ernesto Bernardes, Marco Antinossi e Manuel Fernandes. Venceu, ainda o Prêmio Abril de Jornalismo 1996, nas categorias Principal e Ecologia, com a reportagem Ataque à floresta.
Voltou ao Reino Unido em 1997, desta vez para Londres (Inglaterra), onde integrou a equipe de jornalistas da BBC Brasil. Entre 1999 e 2000, atuou também como colaborador de O Estado de S.Paulo (SP), IstoÉ (SP), IstoÉ Dinheiro (SP) e Quatro Rodas (SP). Em janeiro de 2000, deixou a BBC para trabalhar como correspondente internacional na Agência Estado (SP), função que exerceu até o final de 2007.
Mais uma vez de volta ao Brasil, em 2008 foi diretor na agência Andreoli, Manning, Selvage & Lee. Já no ano seguinte retomou ao dia-a-dia das redações. Após uma curta passagem pela Época (SP), retornou ao Grupo Estado como editor do Estadão, função que exerceu até maio de 2011. Foi então transferido para a Agência Estado, onde por quase cinco anos atuou como editor-chefe. Permaneceu no cargo até dezembro de 2015, quando se tornou Diretor de Jornalismo do Grupo Estado, com responsabilidade sobre o Estadão impresso e digital, a Broadcast/Agência Estado e os rádios Estadão e Eldorado.
Atualizado em janeiro de 2017
Fontes:
Informações conferidas pelo jornalista
Livro Jornalistas Brasileiros: Quem é Quem no Jornalismo de Economia (Mega Brasil/Call Comunicações, 2005)