Morre Helle Alves, aos 92 anos

Helle Alves

Morreu em 27/1, aos 92 anos, Helle Alves, vítima de um infarto fulminante, na cidade de Santos (SP), onde residia. Foi uma das mais importantes repórteres do século XX e seu feito maior, que a tornou reconhecida internacionalmente, foi a cobertura da morte de Che Guevara, na Bolívia.

Ela foi a única jornalista a testemunhar a chegada do corpo do guerrilheiro em Vallegrande, na Bolívia, atado ao trem de pouso de um helicóptero, que o transportou da zona de guerrilha àquele povoado. Confira o especial de J&Cia/Portal dos Jornalistas que marcou o transcurso dos 50 anos do episódio, em outubro de 2017. Antes, ela já havia sido protagonista de outro especial, em abril de 2013, quando do lançamento de sua autobiografia Eu vi.

Helle era irmã de Vida Alves, pioneira da TV brasileira, e mãe de Lael Rodrigues, diretor de cinema, morto precocemente em 1989, que dirigiu os filmes Bete Balanço, Rock Estrela e Rádio Pirata, reconhecidos como uma espécie de “trilogia do rock and roll brasileiro”. O Memórias da Redação desta semana, escrito pelo jornalista José Maria dos Santos (ex-Época e Diário do Comércio), que era genro de Helle, é uma homenagem a ela.

Confira o Memórias da redação com Helle Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *