23.3 C
Nova Iorque
segunda-feira, julho 22, 2024

Buy now

Fernando Jorge lança obra sobre Drummond

Autor de obras de destaque, como Cale a boca, jornalista!, em Drummond e o Elefante Geraldão (Novo Século) Fernando Jorge convida o leitor a conhecer um pouco mais do universo íntimo do consagrado escritor, relatando diálogos e algumas confidências da personalidade mais famosa de Itabira (MG).Drummond era funcionário do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional ? onde desenvolvia um trabalho sobre Aleijadinho ? quando conheceu Fernando, na década de 1950. Este também acabara de escrever sobre o artista e ? apresentado por Rodrigo Melo de Franco Andrade, então diretor do Sphan ? ofereceu um livro a Drummond. A empatia entre os dois foi imediata.?Drummond falava que eu era muito sincero na minha amizade e que não o procurava para me exibir ao lado dele: ?Fernando, você gosta de mim simplesmente?, dizia. Ao que eu respondia: ?Eu o compreendo não só com a cabeça, mas também com o coração´. Ele tinha uma inteligência penetrante e também era muito emotivo?, comenta Fernando.Munido sempre de uma caderneta de capa preta, Fernando anotava pensamentos do poeta imaginando que, em um futuro distante, escreveria um livro sobre ele. ?Ele dizia que eu parecia um investigador de polícia! Um detetive que vai atrás de provas para o marido traído?, diz Fernando aos risos.Ele conta também que o título vem de um questionamento que fez a Drummond: ?Certa vez perguntei a ele se tinha vontade de escrever um romance fantástico. Ele disse que sim e me contou a história de um elefante chamado Geraldão que tinha mil metros de altura, comia um boi ou uma baleia por dia, e não conseguia conquistar o coração da elefanta por conta de seu tamanho. E Drummond, tímido e discreto, caiu na gargalhada como uma criança!?.A obra, de 176 páginas, custa R$ 24,90 e pode ser adquirida aqui.Sobre o autorPortador da carteira 088 da Associação Brasileira de Imprensa, Fernando Jorge é formado em Biblioteconomia. Historiador, biógrafo, crítico literário, dicionarista, enciclopedista e jornalista, venceu o Prêmio Jabuti, o Prêmio Clio(Academia Paulistana de História) e recebeu a Medalha Koeler, em 1957, pelos grandes serviços prestados à cultura brasileira. Escreveu as biografias do Aleijadinho, de Santos Dumont, Paulo Setúbal, Olavo Bilac e Ernesto Geisel, além de livros sobre Lutero, Hitler e Barack Obama.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,900InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese