Estudo revela recuo de liberdade de expressão no Brasil

Uma pesquisa da organização Artigo 19 que registra índices de liberdade de expressão em diferentes países, publicada em 2/12, revelou que no Brasil, entre 2016 e 2018, houve uma queda de 28%.

Segundo o estudo, o período que antecedeu as eleições à Presidência foi marcado por ataques diretos a jornalistas, cenário que se tornou pior com a eleição de Jair Bolsonaro: “Bolsonaro conquistou a Presidência em uma plataforma de desprezo pelos princípios democráticos e hostilidade às minorias e à sociedade civil, ameaçando ‘acabar com o ativismo’ e comprometendo-se a aumentar o desmatamento na Amazônia”, afirmou a Artigo 19.

O índice XpA Scores, que determina a porcentagem de liberdade de expressão em 161 países, também leva em consideração fatores como espaço cívico, censura digital, mídia, proteção à imprensa e transparência legislativa. Segundo o índice, no ano passado ocorreram 35 crimes graves contra jornalistas no Brasil.

O estudo revela que o planeta inteiro foi afetado por esse recuo da liberdade de expressão: é o menor índice dos últimos dez anos. O principal fator para isso é o perfil autoritário de governantes dos países analisados, principalmente em relação à imprensa e à grande mídia como um todo.

Veja a pesquisa na íntegra (em inglês).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *