Leandro Fortes

Leandro Fortes formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Salvador (BA), e construiu a sua carreira em Brasília (DF).
 
Trabalhou para o Correio Braziliense e foi correspondente na capital federal dos jornais O Estado de S.Paulo (SP), Zero Hora (RS), Jornal do Brasil (RJ) e O Globo (RJ). Atuou também na revista Época (SP) e na TV Globo. Também atuou na Agência Brasil, da Radiobrás, e foi comentarista da Voz do Brasil, da rádio Nacional.
 
Foi repórter correspondente da revista CartaCapital, durante oito anos, em Brasília. Deixou a publicação em 1º/11 e começou em 4/11 na agência digital Pepper Interativa, com sede em Brasília, como consultor para a produção de conteúdo.

Manteve o polêmico blog na versão digital da revista. É o criador da Escola Livre de Jornalismo, em Brasília, onde leciona, e do curso de Jornalismo Online do Serviço Nacional do Comércio do Distrito Federal (Senac/DF).

 
Publicou os livros Cayman – O dossiê do medo (Record, 2002), Fragmentos da Grande Guerra (Record, 2004), Beirute – Aromas, Amores e Sabores (Senac/DF, 2004), O Bistrô de Alice (Senac/DF, 2005, com Marta Moraes e André Ramos), Jornalismo Investigativo (Contexto, 2005), Os Segredos das Redações – O que os jornalistas só descobrem no dia-a-dia (Contexto, 2008) e Louco por Café (Senac/DF, 2009, com Antonello Monardo). Participou, também, dos livros O Brasil no Contexto (Contexto, 2007), organizado por Jaime Pinsky, e Gula d'África – O sabor africano na mesa brasileira (Senac/DF, 2007), organizado por Flávia Portela.
 
Segue em maio de 2015 como produtor de conteúdo da agência digital do Partido dos Trabalhadores, a Pepper Interativa.
 
Em maio de 2015 em artigo assinado no portal DCM – Diário do Centro Mundo Leandro escreveu sobre a marcha da liberdade: “A verdade é que esses cretinos pró-impeachment criaram um falso movimento, organizado em uma falsa marcha, que só pôde ter continuidade, por um mês inteiro, porque temos a mídia mais cafajeste e sem noção das Américas, quiçá do mundo”.
 
 
 
Atualizado em maio/2015 – Portal dos Jornalistas
Fontes:
http://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-contas-mostram-que-na-marcha-da-liberdade-quem-anda-mesmo-sao-os-carros-e-o-onibus-de-apoio-por-leandro-fortes/
Jornalistas&Cia  – Ed. 922
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *