Antonio Marcos Soldera

Antonio Marcos Soldera nasceu na cidade de Boituva, interior de São Paulo. Formou-se jornalista pela Faculdade de Comunicação Cásper Líbero, em São Paulo, no ano de 1978. Concluiu pós-graduação em Negócios Imobiliários pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) em 2008.

Logo aos 11 anos, em 1968, teve um texto publicado no jornal Folha de Boituva. Segundo o próprio jornalista, foi ali que ele foi picado pelo vírus do jornalismo.

Posteriormente, em 1973, entrou para o jornal Diário de Sorocaba, onde começou como correspondente regional por Boituva. Quando deixou a função para vir para São Paulo e cursar comunicação na Cásper Líbero, acumulava a correspondência de Cerquilho e Iperó, cidades vizinhas.

 De 1984 a 1989, foi repórter na editoria de polícia de Notícias Populares, conhecido jornal paulistano que deixou de existir em 2001. De 1986 a 1988, foi ao mesmo tempo repórter do NP e redator do Diário do Comércio, jornal da Associação Comercial de São Paulo.

 Em 1989, abriu sua própria agência, a AMS Comunicações, da qual foi sócio-gerente até 1993. Nesse período, entre outros trabalhos, a AMS prestou assessoria de comunicação para as prefeituras de Boituva e Iperó.

 Foi repórter da editoria de Cadernos Especiais do jornal diário Cruzeiro do Sul, de Sorocaba/SP, de fevereiro a julho de 1994. Por reportagem publicada no jornal, recebeu prêmio anual da Prefeitura Municipal de Sorocaba. A matéria, Moradores fazem declaração de amor ao centro, foi considerada a melhor reportagem do ano.

Atuou por quatro anos (1994-1998) no Secovi-SP, Sindicato da Habitação, onde foi redator, repórter e subeditor da revista mensal Indústria Imobiliária/Produção & Mercado, e editor do Informativo Secovi-SP, publicação também mensal, dirigida aos setores de condomínio, locação e administração de imóveis.

Também foi assistente de comunicação da Universidade Bandeirante (UNIBAN) e assessor de imprensa do vereador Antônio Goulart, na Câmara Municipal de São Paulo.

Ainda na assessoria de imprensa, atuou na coordenadoria geral de imprensa da Secretaria Municipal de Comunicação e Informação Social da Prefeitura de São Paulo (gestão Marta Suplicy). Lá, coordenava o relacionamento entre subprefeituras e jornais de bairro, coeditava o noticiário do portal da Prefeitura e o boletim eletrônico Cidade em Notícia.

Voltou ao Secovi-SP como gerente de Imprensa, onde atuou de 2004 a 2009 e, entre outras atividades, editou durante cinco anos a revista Secovi-SP Condomínios. Trabalhou ainda por um ano na Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBea), como assessor de comunicação.

É fundador e diretor da Maio Editorial e do blog Notícias Populares, uma homenagem à publicação que, segundo ele, foi sua “universidade” em termos de jornalismo.

 

 

Atualizado em Janeiro/2015 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

Informações conferidas pelo jornalista

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *