Debate analisará “legado” dos protestos de 2013

Encontro irá refletir sobre o legado das jornadas de junho de 2013 e sua relação com o atual contexto político do país.

O Instituto Vladimir Herzog, com apoio do Centro Universitário Maria Antônia, da Universidade de São Paulo (USP), promoverá nesta quarta-feira (13/6), o debate Interesse público: As vozes de 2013. O encontro irá refletir sobre o legado das jornadas de junho de 2013 e sua relação com o atual contexto político do país.

O evento celebra o lançamento da série #DESDEJUNHO, que traz uma análise sócio-cultural desta movimentação popular que dominou o país um ano antes da Copa do Mundo de 2014. O primeiro episódio da série será apresentado durante a mesa redonda, que contará com as participações da ativista de direitos humanos Rebeca Lerer, do jornalista Bruno Torturra (GregNews e Estúdio Fluxo), da jornalista Laura Capriglione (Jornalistas Livres), e do diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog Rogério Sottili.

A partir das 16h, no Salão Nobre do Centro Universitário Maria Antônia (Rua Maria Antônia, 294), em São Paulo.

 

Memória Ocular

 

Após o debate, acontecerá ainda o lançamento do livro Memória ocular: cenas de um Estado que cega“, de Sérgio Silva e Tadeu Breda. Em 13 de junho de 2013, o fotógrafo Sérgio Silva foi alvejado no olho esquerdo por uma bala de borracha da Polícia Militar enquanto cobria um protesto no centro de São Paulo. Perdeu a visão na mesma hora. Cinco anos depois, ele retorna simbolicamente ao local onde tudo aconteceu, a esquina da Rua Maria Antonia com a Consolação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *