Correio, Jornal do Commercio e O Povo unem-se na Rede Nordeste

Três dos principais jornais do Nordeste – Correio (BA), Jornal do Commercio (PE) e O Povo (CE) – decidiram compartilhar conteúdo, tanto no impresso quanto no online, e para isso se uniram na Rede Nordeste, que já está em operação. Juntos, segundo o IVC de março, eles têm média de 90 mil exemplares diários de circulação (40.648 do Correio, 37.431 do JC e 13.694 de O Povo) e quase 70 milhões de pageviews (Correio24horas com 29 milhões, JC Online com 22,7 milhões e O Povo Online, 11,1 milhões).

“A ideia é compartilhar principalmente conteúdos exclusivos de cada uma das redações”, diz Roberto Gazzi, diretor de Jornalismo e Mídias Digitais do Correio. “Cada uma delas produz muito conteúdo interessante. E não é só matéria. Vale também para foto, vídeo e infografia”.

Segundo ele, foi um acordo tranquilo: “A maior dificuldade foi mesmo a correria e a distância. Desde o início a ideia lançada por O Povo pareceu a todos uma boa parceria, do tipo ganha-ganha. Nestes tempos bicudos, as parcerias são cada vez mais importantes, por que não as regionais? O maior segredo para a parceria ter saído – e rápido – foi a simplicidade da ideia e da execução: todos têm liberdade para disponibilizar e publicar o que quiserem, da forma que quiserem, com o único compromisso de dar o crédito dos profissionais e do veículo, com o devido link quando é na versão digital. Assim, foi fácil assimilar a ideia, treinar o pessoal e sair fazendo. Ganham os leitores dos três veículos e ganha o Nordeste, com a união de três títulos tão importantes para a região”.

Nos sites dos jornais há links para o conteúdo dos outros dois parceiros e no impresso, indicação da origem do conteúdo publicado. A iniciativa contempla informação de todas as áreas, fazendo com que o leitor saiba mais sobre o que acontece na região. “Vamos nos potencializar nas coberturas de economia, política, esportes, cultura, tecnologia, meio ambiente. Informações checadas que impactam diretamente em públicos qualificados do Ceará, Bahia e Pernambuco”, afirma Arlen Medina Néri, diretor-geral de Jornalismo de O Povo.

“Este é um projeto onde compartilham seus conteúdos três marcas importantes do jornalismo nordestino. Marcas de credibilidade e relevância no Nordeste e no Brasil”, destaca Laurindo Ferreira, diretor do Jornal do Commercio. “É um projeto inovador e de força jornalística em tempos de fake news. Para esse grupo, a melhor vacina contra notícia falsa é jornalismo de credibilidade”.

Arlen (esq.), Gazzi e Laurindo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *