Brasil conquista prêmios no Data Journalism Awards 2018

O Monitor da Violência, do G1, e o Stateless in Brazil, da Revista Resiliente, estão entre os 13 vencedores dos prêmios internacionais do Data Journalism Awards 2018, anunciados pela Global Editors Network em 31 de maio na GEN Summit, em Lisboa. O Monitor da Violência ganhou em duas categorias: Prêmio Microsoft por escolha do público e Prêmio Startup Lisboa para investigação do ano. O projeto é uma parceria de G1, Centro de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo e Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Os repórteres do G1 registraram todas as mortes violentas no País durante uma semana. A maioria é de crimes que geralmente são esquecidos, como homicídios, roubos, feminicídios, mortes por intervenção policial e suicídios. Mais de 230 jornalistas colaboraram nas histórias produzidas como parte desse projeto.

O Stateless in Brazil conquistou o Prêmio SEMRush de site de jornalismo de dados do ano. O projeto é da revista digital Resiliente, escrito por Cintia Alves. O principal objetivo do site é relatar a trajetória de pessoas apátridas do Oriente Médio residentes no território brasileiro, a fim de compreender sua jornada para o País, sua integração social e apresentar fatos que tentam responder às razões pelas quais as pessoas são consideradas apátridas e suas consequências. Foram entrevistados especialistas de diversas áreas de ressocialização, como: saúde, educação, trabalho e jurídico; além de ONGs de apoio à causa e órgãos oficiais, como o Comitê Nacional de Refugiados (Conare), a Polícia Federal e o ACNUR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *