Abril teve prejuízo de R$ 331,6 milhões em 2017, diz Poder360

O site Poder360, de Fernando Rodrigues,  informou nesta sexta-feira (11/5) que a Abril Comunicações S.A. registrou  prejuízo consolidado de R$ 331,6 milhões em 2017, valor 140% maior do que os R$ 137,8 milhões de prejuízo apurados em 2016. O site teve acesso ao balanço da empresa, divulgado em 30/4, e ao relatório de avaliação em que a PwC (PricewaterhouseCoopers) afirma que “os prejuízos foram impactados por receitas e despesas ‘não recorrentes’ e que visam a reequilibrar suas finanças”.

Segundo o Poder360, “as despesas não recorrentes somaram R$ 139,8 milhões em 2017. Entraram nessa conta perdas com indenizações trabalhistas para redução do quadro de funcionários (R$ 23,7 milhões), consultorias para reestruturação financeira (R$ 7,9 milhões), baixa com ágio e mais valia da marca Casa Cor (R$ 45,1 milhões) e o programa de regularização tributária (R$ 63 milhões). A auditoria da PwC, no entanto, aponta o que chama de ‘incerteza relevante’ nos dados do balanço da Abril com relação à continuidade das operações do grupo. Parte disso estaria relacionada ao patrimônio líquido negativo de R$ 715,93 milhões da empresa no fim de 2017. No ano anterior, esse valor estava negativo em R$ 414,2 milhões. Ainda de acordo com a PwC, ‘as demonstrações financeiras não incluem quaisquer ajustes em virtude dessas incertezas. Essa situação, entre outras (…), indica a existência de incerteza relevante que pode levantar dúvida significativa sobre sua continuidade operacional'”.

A propósito, comenta-se no mercado que a empresa pode entrar em recuperação judicial até o final do semestre.

Confira a íntegra do artigo do Poder360.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *