Diogo Cavazotti

Diogo Cavazotti

Diogo Cavazotti nasceu em Jaguarão, extremo do Rio Grande do Sul, no dia 4 de novembro de 1982, mas se mudou ainda criança para Curitiba/PR. Se formou jornalista pela Universidade Tuiuti do Paraná em 2003. Concluiu também MBA em jornalismo digital pela Faculdade Internacional de Curitiba em 2010. Atualmente cursa mestrado em Direitos Humanos e Direito Internacional Huimanitário pela Universidad Católica de Colombia, sendo bolsista extrangeiro internacional convidado pelo governo do país.

Foi, por três anos, assessor de imprensa pela Lide Multimídia, onde atendia diversos clientes em âmbito local e nacional. Em 2008 atuou como repórter freelancer e teve matérias veículadas nos jornais O Estado do Paraná e Gazeta do Povo, além das revistas Where Brasil e Aeroporto Jornal.

Entrou como repórter da Folha de Londrina, onde ficou de 2008 a 2011. Por lá, desenvolvia reportagens sobre, comportamento, cultura, turismo, cidades, política, variedades e economia. Foi quando venceu o prêmio Sangue Bom do Jornalismo Paranaense, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas do Paraná, na categoria reportagem com série sobre pedofilia.

Foi repórter e colunista da Revista Dimensão e de 2011 a 2015 foi assessor de comunicação da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná.

Voltou a ganhar o Prêmio Sangue Bom, principal prêmio de jornalismo no Paraná, na categoria  assessoria de imprensa, por quatro vezes, para projeto de comunicação feito para o projeto sociocultural Palco Escola, da Associação Amigos do Pé no Palco.

Tem artigos opinativos publicados na Colômbia, Costa Rica, Brasil e Paraguai. Foi avaliador convidado em bancas de graduação, também avaliador em prêmios de estudantes de jornalismo e participou de cursos de jornalismo e de direitos humanos de diferentes instituições nacionais e internacionais, muitos deles como bolsista.

Foi professor voluntário de redação para curso pré-vestibular destinado a alunos e alunas transexuais de baixa renda.  Também divulgou voluntariamente ações de grupos que auxiliam imigrantes no Sul do Brasil. Atualmente é integrante do Activistas Constructivos, fundação colombiana que auxilia 144 entidades no país.

Atualizado em maio/2020 – Portal dos Jornalistas

Fonte: Informações fornecidas pelo jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *