Joás Ferreira

Joás Ferreira de Oliveira nasceu em 7 de junho de 1953, em Sorocaba (SP). Bacharel em Jornalismo Faculdade Cásper Líbero (SP), também cursou Publicidade e Propaganda.
 
Jornalista desde 1977, tem uma carreira diversificada, com passagens em sindicatos, empresas e publicações voltadas à Construção Civil.
 
Já atuou e colaborou com diversas publicações e veículos da área técnica, como a revista Projeto (arquitetura), Revista do Brasil (ligada a sindicatos de trabalhadores), jornal Unidade (Sindicato dos Jornalistas) e o HCTV (canal de tevê do Hospital das Clínicas de São Paulo), e em empresas como Senai, Grupo Villares e Votorantim Celulose e Papel.
 
Trabalhou, ainda, no escritório de comunicação do jornalista Audálio Dantas, e exerceu as funções de redator em entidades como Sindicato Nacional da Indústria de Autopeças (Sindipeças), Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (Ipesp), Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo (Apesp), Associação Nacional dos Procuradores do Estado (Anape) e Associação Paulista do Ministério Público (Apmp).
 
Participou do livro Os trilhos da modernidade – A Linha 5 do Metrô de São Paulo (Odebrecht, 2003), com texto sobre o bairro Vila das Belezas, que fica na Zona Sul da capital paulista.
 
Foi, até dezembro de 2012, repórter da revista O Empreiteiro, publicação com 50 anos de atuação no setor de construção civil, que aborda os segmentos de Engenharia, Infraestrutura, Concessões e Grandes Obras.
 
Joás Ferreira é apicultor diletante e um apaixonado pela cidade de Cunha (SP), para onde decidiu mudar-se em setembro de 2013. Frequenta a cidade desde 1977. Lá é membro da Associação de Moradores e Produtores Rurais (Amprasp), da qual participa da diretoria e com trabalho voluntário, ideias, textos para o site e face e “muita conversa jogada fora”.
 
Baseado em Cunha trabalha como freelance (via net), para jornais, revistas, sites e newsletter.
 
 
Atualizado em outubro/2013 – Portal dos Jornalistas 
Fonte:
Depoimento pessoal concedido por Joás Ferreira, em 23 de setembro de 2011

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *