Cley Scholz

Cley André Gomes Scholz nasceu em 30 de novembro de 1958, em Mandaguari (PR). Concluiu o curso de Comunicação Social, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR), em 1981, mesmo ano em que começou a carreira como correspondente do jornal O Estado do Paraná, em Foz do Iguaçu (PR).
 
Em janeiro de 1983, ano em que se mudou para São Paulo (SP), foi repórter de Geral e Economia no Diário do Grande ABC, cobrindo indústria automobilística, e dois anos depois trabalhou na extinta sucursal do ABC de O Estado de S.Paulo, em Santo André (SP).
 
Em 1986 foi transferido para a sede do jornal, na capital, para atuar na equipe do então editor de Economia Pedro Cafardo. No ano seguinte se transferiu para a sucursal de O Globo (RJ), em São Paulo, ali atuando primeiro como repórter e depois como chefe de Reportagem do jornal.
 
Três anos depois, em 1990, regressou ao Grupo Estado, onde passou a atuar na Pauta de Cidades/Geral do Jornal da Tarde. Em dez anos de casa, ainda chefiou as sucursais da Agência Estado e foi repórter de Economia e pauteiro do Estadão.
 
Em 2000, saiu para compor a equipe que fundaria o Valor Econômico, como editor-assistente do Caderno de Empresas, na equipe da Célia Chaim, mas já no ano seguinte foi contratado pela revista Veja, como editor de Guia e das Chefias de Sucursal.
 
Em março de 2003, iniciou sua terceira passagem pelo Estadão, onde desde então é chefe de Reportagem de Economia e Negócios. Edita, no portal Estadão.com.br, o blog Reclames do Estadão – A história contada pelos anúncios impressos desde 1876, considerado um dos 99 perfis indispensáveis pela revista VIP.
 
É filho do radialista José Wille Scholz, já falecido, que foi gerente da rádio Guairacá, de Mandaguari, no Norte do Paraná, e tem dois irmãos jornalistas, um em São Paulo, Simão Scholz, editor-chefe do Jornal da Record, e outro no Paraná, José Wille, que é diretor de Jornalismo do Sistema CBN/Globo de Rádio, em Curitiba. 

Em abril de 2013 com a reformulação promovida pelo Estadão nos quadros da redação, abrangendo editores-executivos, editores, repórteres, fotógrafos e diagramadores, Cley Scholz, que durante anos cuidou da pauta da editoria, assumiu a edição de Economia do Portal.

Em novos cortes promovidos pelo jornal em abril de 2015, Cley que estava na equipe do Estadão desde 2003, dez anos na Chefia de Reportagem e os últimos dois como editor do Portal, deixou o jornal.

No mesmo mês, Cley aceitou convite do subsecretário de Tecnologia e Serviço ao Cidadão Julio Semeghini e assumiu a Coordenação da Assessoria de Comunicação da Diretoria de Serviços ao Cidadão da Prodesp, que atua na área de tecnologia da informação. O novo desafio é o de cuidar da imagem dos 65 postos do Poupatempo e do Acessa São Paulo, maior programa de inclusão digital do País, com 847 pontos de internet gratuita em 600 municípios paulistas. Os novos contatos dele são cley.scholz@sp.gov.br e 11-2845-6516; o celular permanece o mesmo: 991-271-395.

Embora tenha saído do Estadão, onde trabalhou por três vezes, somando 25 anos de casa, vai continuar alimentando o blog Reclames do Estadão, coleção que já reúne mais de 2,3 mil anúncios impressos desde 1985, indexados por data e palavras-chave.

 
 
Atualizado em maio/2015 – Portal dos Jornalistas
Fonte:
Jornalistas&Cia – Edição 998
Livro Jornalistas Brasileiros  –  Quem é Quem no Jornalismo de Economia (Mega Brasil/Call Comunicações, 2005)
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *