Procura-se jornalista censurado

Olga Khrustaleva, pesquisadora e doutoranda da American University, está buscando jornalistas e ativistas na América Latina que queiram partilhar suas experiências de censura na internet. O objetivo dela é mapear os tipos de censura da Internet na região e descobrir como jornalistas e ativistas estão mudando o seu comportamento por isso.

Olga é bolsista da Google Policy Fellowship, na ONG Derechos Digitales (Direitos Digitais), em Santiago, no Chile, que trabalha para o “desenvolvimento, defesa e promoção dos direitos humanos no ambiente digital”.

A primeira parte do projeto consiste em uma pesquisa anônima, disponível em Espanhol e Português, para jornalistas e ativistas que tenham vivido alguma forma de censura na internet. Isso inclui ameaças de violência, ações na Justiça, ataques de negação de serviço (ataques cibernéticos), entre outros.

Participantes da pesquisa também podem acrescentar outras ações que acreditem ser uma forma de censura, mas não estejam listadas. A outra metade do projeto é composta de entrevistas aprofundadas, realizadas por Khrustaleva. Há no formulário um campo para preencher com o e-mail, caso o participante queira ser entrevistado depois.