17.1 C
Nova Iorque
sábado, maio 21, 2022

Buy now

Intervenção militar no Rio despreza a comunicação

Por Cristina Vaz de Carvalho, do Rio de Janeiro

Maré de notícias torna-se fonte privilegiada

A cada semana, a intervenção militar federal no Rio provoca mais apreensão que soluções.

Jornalistas reclamam do general Walter Braga Netto, comandante militar do Leste e interventor federal no Rio, por impedir que a imprensa registre falas públicas e faça perguntas sobre o seu trabalho. Em 15/6, durante um evento no Museu do Amanhã, os jornalistas tinham sido convocados pelo organizador, a Câmara Espanhola de Comércio. Conforme denúncia de Felipe Betim para o espanhol El País, os repórteres foram impedidos de permanecer no local sob a justificativa de que general Braga Netto vetara a presença deles, e foram orientados pela organização do evento a não filmar e nem gravar o debate.

Bernardo Mello Franco, em O Globo, chamou de Apocalipyse Now carioca uma operação de 21/6, em que a polícia disparou de helicóptero nas favelas da Maré, e o povo na rua, de “caveirão voador”, por analogia aos carros blindados em terra. Mais citado que qualquer fonte, nos jornais e na tevê, o site Maré de notícias, com seus textos e vídeos de testemunhas oculares, tornou-se uma referência sobre o tema.

Related Articles

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
22,043FãsCurtir
3,323SeguidoresSeguir
19,600InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese