Folha passa a tratar Venezuela como ditadura

Em nota no caderno Mundo de sexta-feira (4/8), a Folha de S.Paulo informou a seus leitores que, a partir da edição de sábado (5), passa a designar o regime de Nicolás Maduro na Venezuela como ditadura.

Segundo a nota, de acordo com o Manual da Redação do jornal, o termo se aplica à “dominação de uma sociedade por meio de um governo autoritário exercido por uma pessoa ou um grupo, com repressão e supressão ou restrição de liberdades individuais”. Da mesma forma, o jornal adotará o termo “ditador” para Nicolás Maduro.

A Folha justifica a decisão: “A rápida deterioração da democracia na Venezuela, com a supressão dos poderes do Legislativo, o aparelhamento do Judiciário, a prisão de opositores, o cerceamento à imprensa e a repressão a protestos que já contabiliza mais de cem mortos se consolida agora com uma Assembleia Constituinte cuja eleição teve as regras subvertidas para favorecer o chavismo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *