Aos Fatos publica diretrizes para checagem em redes sociais

Africa Check, Agência Lupa, Agência Pública – Truco, Aos Fatos, Colombiacheck, Chequeado, Dogruluk Payi, FactCheck.org, FactCheckNI, Full Fact, Istinomer, Istinomjer, Observador, OjoPúblico, Pagella Politica, PolitiFact, South Asia Check, TheJournal.ie FactCheck, The Washington Post Fact Checker e Turkey and Facts são as agências de checagem que assinaram carta endereçada a Mark Zuckerbeg, CEO do Facebook, em defesa da adoção de critérios claros para identificar notícias falsas na rede social. Baseado nas premissas do documento assinado em conjunto, o site Aos Fatos publicou seis diretrizes básicas para auxiliar “quem duvida e, sobretudo, quem não questiona o que é distribuído nas redes”. Na lista estão buscar fontes confiáveis, questionar, certificar-se de que no texto há referências, prestar atenção à linguagem, ver se o texto é assinado e se é possível contatar o veículo e observar que redes sociais são um começo, mas não a melhor fonte. Veja a íntegra.