Eduardo Grillo deixa a Globo News

No ar desde a estreia da Globo News, em 15 de outubro de 1996, o jornalista Eduardo Grillo não renovará contrato com a emissora. A informação é de Daniel Castro, do site Notícias da TV. Segundo ele, após retornar de férias, na última 3ª.feira (6/10), Grillo teria sido dispensado da Globo News. O apresentador deve cumprir seu contrato até o final do ano, mas não mais voltará ao ar. Dony de Nuccio, que cobriu suas férias, deve seguir na apresentação do Jornal das Dez, posto que Grillo havia assumido no fim do ano passado, quando Mariana Godoy migrou para a RedeTV. Ainda de acordo com Daniel, nesta 4ª.feira (7/10) Ali Kamel formalizou a saída de Grillo por e-mail, que circulou na Redação do canal. No comunicado interno, Kamel elogia o apresentador e ressalta que sua saída se deu “por razões pessoais”: “É um profissional completo”, que “sabe dar o tom certo à notícia, sabe buscá-la, sabe contá-la com precisão, é capaz de ficar horas no ar em cima do fato, ligando as diversas pontas de um acontecimento e, coisa rara, traduzindo línguas estrangeiras como um expert em tradução simultânea”. Nos bastidores da Globo News, estaria circulando a versão de que Grillo foi vítima de disputas internas e da crise de audiência pela qual passa o Jornal das Dez. No entanto, em contato com Notícias da TV, ele preferiu fugir de polêmicas, dando conta de que sua saída aconteceu de forma tranquila e que o contrato “não foi rompido, mas nem por isso teria que apresentar outro programa nestes meses que faltam”. Ele credita o acerto a “um pacote de boas relações que ambos os lados sempre tiveram”. Em nota reproduzida pelo site de Castro, a Rede Globo afirmou que “Eduardo Grillo não foi demitido, pediu para se desligar da Globo News por razões pessoais. Depois de 19 anos dedicados ao canal, decidiu se dedicar aos negócios da família e ao projeto de paradesporto, causa que abraça há mais de 30 anos”.