Intercom reúne três mil participantes em Belém

Cerca de três mil pessoas de todo o País e do exterior (sobretudo países pan-amazônicos) participaram, entre 2 e 7/9, do 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Intercom 2019, em Belém, tendo como palco a Universidade Federal do Pará (UFPA). O tema do encontro foi Fluxos comunicacionais e crise da democracia.

Foram centenas de atividades ao longo de seis dias, entre elas o IV Colóquio Latino-Americano (Pan-Amazônico) de Ciências da Comunicação, que lotou o auditório da Sege, na Reitoria da UFPA, para discutir O pensamento comunicacional latino-americano, território e descolonização, com pesquisadores de Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela e Brasil; o V Fórum Socicom-Intercom, que fomentou debates sobre percepção pública da ciência e relações com as agências de fomento; o Ensicom 2019, que focou no ensino de graduação para Comunicação Social, em especial as novas diretrizes dos cursos e estratégias de ensino-aprendizagem; e o I Colóquio Ciências Humanas, com a presença de pesquisadores locais discutindo o papel e a importância das humanidades no atual contexto político da ciência brasileira, tendo como tema geral Ciências Humanas em Xeque.

As questões amazônicas, centrais para o momento vivido no País, estiveram presentes no II Ciclo Amazônia, que reuniu personalidades e pesquisadores da região. Na ocasião, os investigadores envolvidos divulgaram a Carta de Belém para a Amazônia, alertando sobre os perigos da devastação. Diversos desses eventos contaram com transmissão ao vivo pela internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *