Facebook cria órgão moderador de conteúdo; brasileiro está entre os 20 conselheiros

Facebook para Jornalistas

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, anunciou a criação de um órgão independente que moderará o conteúdo veiculado na rede social, principalmente no que se refere a publicações polêmicas, que ferem os direitos humanos e a liberdade de expressão. O nome oficial é Conselho Assessor de Conteúdo.

O novo órgão é independente, alheio ao Facebook. É formado por 20 conselheiros, dez homens e dez mulheres, que não trabalham no Facebook, e, portanto, não podem ser demitidos por Zuckerberg. Entre os integrantes está o brasileiro Ronaldo Lemos, advogado de propriedade tecnológica e intelectual e professor de Direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

O único outro latino-americano é a jurista colombiana Catalina Botero-Marino, diretora da Faculdade de Direito da Universidade de Los Andes e ex-relatora para a liberdade de expressão na Organização dos Estados Americanos. Também fazem parte do conselho Tawakul Kerman, ganhadora do Nobel da Paz de 2011; a ex-primeira-ministra dinamarquesa Helle Thorning-Schmidt; o jornalista britânico Alan Rusbridger,que por duas décadas dirigiu o jornal The Guardian; Jamal Greene, catedrático da Universidade Columbia; Michael McConnell, ex-juiz federal dos EUA e hoje professor em Stanford, entre outros.

Ao todo, serão 40 membros no conselho, o dobro da composição atual. O processo de seleção dos outros 20 deve estender-se até 2021. (Veja+)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *