Prêmio principal do Esso vai para o Estadão e O Globo ganha dois prêmios

A reportagem Sangue político, de Leonêncio Nossa, publicada em O Estado de S.Paulo, venceu o Esso de Jornalismo, principal premiação do concurso. É resultado de mais de um ano de apuração em 35 cidades, e revela a extensão dos crimes com motivação política no Brasil. No Telejornalismo, a equipe do Jornal da Band, composta por Fábio Pannunzio, Victor Sá, Anísio Barros, Denis Romani, Alziro Oliveira, Fernanda Chamlian, André Pereira, Fábio Nikolaus, Raphael Cadamuro e Diego Costa, percorreu três países para compor o trabalho O avanço da maconha, contendo esclarecimentos sobre os diversos usos da substância. A categoria Reportagem coube a Vinicius Jorge Sassine, José Casado, Danielle Nogueira e Eduardo Bresciani, de O Globo. A série Farra de aditivos na refinaria Abreu e Lima reuniu documentos comprovando como o empreendimento se tornou um dos mais onerosos aos cofres públicos. Domingos Peixoto, na Fotografia, venceu o segundo prêmio para O Globo, pela série com o registro do momento em que Santiago Andrade, cinegrafista da TV Bandeirantes, foi atingido pelo foguete que iria matá-lo, durante manifestação violenta no Centro do Rio de Janeiro. Além desses prêmios, foram contemplados outros dez trabalhos em categorias temáticas e regionais, inclusive distinções especiais à revista Piauí, como Melhor contribuição à imprensa, e à equipe da Rede Bandeirantes responsável pelo trabalho Vila Socó – A verdade apagada, classificada como Melhor contribuição ao telejornalismo. Os trabalhos foram examinados em três etapas, por três comissões distintas de julgamento, totalizando 85 jurados. A Comissão de Premiação que julgou os trabalhos de mídia impressa foi composta por Adriana Barsotti, Gilberto Menezes Côrtes, Oscar Pilagallo, Paulo Sotero e Thales Guaracy. Os de telejornalismo foram julgados por Geraldo Mainenti, Henrique Lago e Theresa Walcacer. A homenagem aos premiados será no dia 2/12, durante um jantar no Rio.   Segue a relação completa dos vencedores do Esso 2014: Prêmio principal: Esso de Jornalismo (R$ 30 mil) Leonêncio Nossa, com o trabalho Sangue político, publicado em O Estado de S.Paulo. Telejornalismo (R$ 20 mil) Fábio Pannunzio, Victor Sá, Anísio Barros, Denis Romani, Alziro Oliveira, Fernanda Chamlian, André Pereira, Fábio Nikolaus, Raphael Cadamuro e Diego Costa, com O avanço da maconha, veiculado na Rede Bandeirantes. Reportagem (R$ 10 mil) Vinicius Jorge Sassine, José Casado, Danielle Nogueira e Eduardo Bresciani, com A farra de aditivos na refinaria Abreu e Lima, publicado em O Globo. Fotografia (R$ 10 mil) Domingos Peixoto, com a sequência de fotos intitulada Crime à liberdade de imprensa, publicada em O Globo.   Informação Econômica (R$ 5 mil) Vicente Nunes, Antonio Temóteo, Celia Perrone, Deco Bancillon, Diego Amorim, Luiz Ribeiro (que também faturou o Regional Centro-Oeste, em equipe, pelo Estado de Minas), Nívea Ribeiro, Rodolfo Costa, Rosana Hessel, Paulo Silva Pinto, Simone Kafruni e Vera Batista, com 20 anos do Real, publicado no Correio Braziliense. Informação Científica, Tecnológica ou Ambiental (R$ 5 mil) Cristiane Segatto, com O lado oculto das contas de hospital, publicado na revista Época. Educação (R$ 5 mil) Daniel Barros, com A diferença começa na escola, publicado na revista Exame. Primeira Página (R$ 5 mil) Humberto Tziolas, Joana Ribeiro, Giselle Sant’Anna, Eduardo Pierre, André Hippertt e Sidinei Nunes, com Não vai ter capa, publicado no jornal Meia Hora (Rio de Janeiro). Criação Gráfica Jornal (R$ 5 mil) Gil Dicelli, Luciana Pimenta, Guabiras e Pedro Turano, com Sertão a ferro e fogo, publicado em O Povo (Fortaleza). Criação Gráfica Revista (R$ 5 mil) Rafaela Ranzani, Fernando Luna, Alex Cassalho, Bruna Sanches e Ian Herman, com De olhos fechados, publicado na Trip. Regional Norte/Nordeste (R$ 3 mil) Júlia Schiaffarino, com Vidas partidas, publicado no Diário de Pernambuco (Recife). Regional Centro-Oeste (R$ 3 mil) Mateus Parreiras e Luiz Ribeiro, com A nova fronteira da sede, publicado no Estado de Minas. Regional Sul (R$ 3 mil) Letícia Duarte e Félix Zucco, com o Lições da turma 11F, publicado na Zero Hora. Regional Sudeste (R$ 3 mil) Guilherme Amado, com Os embaixadores do Narcosul, publicado no jornal Extra (Rio de Janeiro). Melhor Contribuição à Imprensa Revista Piauí Melhor Contribuição ao Telejornalismo Equipe da Rede Bandeirantes formada por Rodrigo Hidalgo, Tony Chastinet, Camila Moraes, Alziro Oliveira, Eduardo Reis e Walter Colling, pelo trabalho Vila Socó – A verdade apagada.