Prêmio Jatobá PR receberá cases desde janeiro de 2018

Iniciativa foi proposta em café da manhã de lançamento, em 29/3, e aceita pelo Conselho Deliberativo do Gecom

Foi ampliado o período válido de realização de trabalhos para inscrição no Prêmio Jatobá PR deste ano. Em vez de aceitar inscrições de cases produzidos de 1º/10/2018 a 23/9/2019, o prêmio aceitará os que forem feitos de 1º/1/2018 a 23/9/2019.

A proposta foi feita por Claudia Rondon, presidente do Conselho Diretivo da Abracom, no lançamento da premiação, em café da manhã realizado em 29/3, no Hotel Renaissance, em São Paulo, e aceita pelo Conselho Deliberativo do Grupo Empresarial de Comunicação (Gecom), organizador do prêmio. Com isso, o período total a ser considerado na produção de cases com perspectivas de inscrição no Jatobá PR é de quase 21 meses, um ganho de nove meses em relação à proposta original. Há, porém, uma exigência: a de que sejam cases inéditos no âmbito do Jatobá PR, ou seja, não podem ter concorrido em edições anteriores, conforme determina o novo regulamento da premiação. O pleito levou em consideração a própria dinâmica de trabalho das agências, que utilizam, no geral, o ano “cheio” para seu planejamento e consolidação dos projetos.

“Entendemos”, diz Hélio Garcia, sócio-fundador do Gecom, “que a premiação se fortalece ainda mais com essa mudança, inclusive por permitir que bons cases que eventualmente tenham perdido o prazo na última edição, muitas vezes por pequenos detalhes, tenham novamente a chance de concorrer. E se o objetivo principal do Jatobá PR é dar vida e relevância aos melhores projetos de PR da América Latina, nada melhor do que ampliar as chances de participação”.

As inscrições ao Prêmio Jatobá PR foram abertas no último dia 2 de abril e podem ser feitas diretamente no www.jatobapr.com.br. Nessa mesma data entrou no ar o novo site do Banco de Cases do prêmio, que põe à disposição do mercado os cerca de 250 cases inscritos nas duas primeiras edições do Jatobá PR, por mais de cem agências, entre grandes e butiques.

Maiores informações com Mayumi Yoshinaga, pelo mayumi@businessnews.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *