MediaTalks by J&Cia: QAnon usa fake news para conquistar adeptos

De Londres, MediaTalks by J&Cia destaca as manifestações promovidas por pessoas que se opõem a medidas de isolamento social e vacinação. Elas são a face de uma perigosa tendência: teorias conspiratórias − principalmente do QAnon − que usam fake news via redes sociais para conquistar adeptos e unir forças com grupos organizados em torno da Covid-19. Com isso, o movimento QAnon cresce a passos largos, inclusive no Brasil.

Você conhece o QAnon, suas teses absurdas − como a existência de túneis subterrâneos sob as cidades com crianças aprisionadas −, e sabe como ele vem avançando apoiado em uma poderosa máquina de desinformação nas mídias sociais? MediaTalks conta a história do movimento, nascido entre partidários do presidente Trump, e que foi classificado como ameaça terrorista pelo FBI. O QAnon fundamenta sua ideologia nos Protocolos de Sião, que inspiraram o nazismo.

Na sequência, examina como as fake news resistem apesar da consciência da sociedade e dos esforços de governos, ONGs, agências de checagem e imprensa. O artigo mostra pesquisas recentes sobre seu efeito na saúde pública, ao influenciarem negativamente a adesão a medidas de isolamento e a intenção de se vacinar. Destaca como o Brasil já era o país mais preocupado com notícias falsas antes da pandemia dentre as 40 nações retratadas no Relatório Reuters de Notícias Digitais. E fala de outro estudo do Instituto classificando os tipos e origens de notícias falsas sobre a Covid-19.

Confira em MediaTalks by J&Cia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *