Atualmente, é impossível falar sobre o jornalismo sem mencionar as redes sociais, um dos principais meios de propagação de informações. Mas será que a imprensa conseguiria sobreviver sem as gigantes de tecnologia? Um experimento na Nova Zelândia mostra que, provavelmente, sim.

Sinead Boucher, CEO do grupo de mídia Stuff, o maior do país, decidiu no ano passado tirar todos os jornais da empresa do Facebook e do Instagram. Sete meses depois, foi possível perceber que os números de receita e tráfego não mudaram quase nada. Essa não foi a única ousadia da vida de Boucher, que comprou o Stuff por apenas um dólar, em um momento em que a empresa estava prestes a falir.

Leia em MediaTalks by J&Cia mais detalhes do experimento na Nova Zelândia e assista a uma entrevista de Boucher ao Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo.

Veja também: Google anuncia fim de cookies de terceiros

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments