Prêmio Vladimir Herzog anuncia vencedores

Em audiência na Câmara Municipal de São Paulo nesta 3ª.feira (30/9), foram escolhidos os vencedores do 36º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. A cerimônia de premiação será em 29/10, no Tuca. Os vencedores foram: Jornal – Leonêncio Nossa, de O Estado de S. Paulo, com Sangue político; Revista: de Edson Sardinha, Congresso em Foco, com Jurados de morte: o drama de mais de 2 mil autoexilados no próprio país; Reportagem de TV: Mônica Marques, TV Globo/RJ, com Caso Amarildo; Documentário de TV: de Tatiane Fontes, TV AL-MG, com Na lei ou na marra: 1964, um combate antes do golpe; Rádio: Hebert Araújo, CBN-João Pessoa, com História de Flor; Internet: Rosanne D´Agostino, G1, com Dias de tolerância; Artes: Robson Vilalba, Gazeta do Povo, com Pátria armada, Brasil; e Prêmio Hors Concours: Cláudio Renato, GloboNews, com A sentença – 35 anos. O prêmio é organizado por Instituto Vladirmir Herzog, Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, Fenaj e Abraji, entre outras entidades.