20.8 C
Nova Iorque
segunda-feira, maio 17, 2021

Buy now

Disney assume o controle do Fox Sports no Brasil por meio da ESPN

Por Cristina Vaz de Carvalho, editora de J&Cia no Rio de Janeiro

O prédio da Fox no Rio

Os canais Fox Sports encerraram as atividades na sede do Rio de Janeiro. O comando passa agora ao prédio da ESPN, no bairro do Sumaré, em São Paulo. O belo prédio Fox, na Barra da Tijuca, no Rio, inaugurado em julho de 2016 para a cobertura dos Jogos Olímpicos, deve ser desocupado. A Disney, que assumiu a empresa, informou que ali continuam os setores de produção e operação, e que ainda não há uma definição sobre o imóvel.

Como lembrou Flávio Ricco, no R7,em maio do ano passado o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a aquisição – não se trata de uma fusão – da 21st Century Fox pela The Walt Disney Company, dona da ESPN, desde que fosse mantida a operação até 2022. Já ocorreram 34 demissões na Fox, entre comentaristas, narradores, apresentadores e repórteres. Houve três casos de contratos com validade até 2022 e que não foram cumpridos, como os de Leandro Quesada, Éder Reis e Marco de Vargas, com grande repercussão no meio.

O Fox Sports tinha cinco diretores. Eduardo Zebini, vice-presidente, saiu em março deste ano para assumir a diretoria de mídia da CBF. Marcio Moron, o segundo na hierarquia, saiu em 3/12, e ainda Paula Young, diretora artística, e o diretor de Engenharia, todos por decisão da Disney. Mario Quaranta, diretor de Produção, sairia no fim deste mês − assim como a maioria, cujos contratos vencem em 31/12 −, mas deixou a empresa no último dia 7.

Em 3/12, foi a vez de oito repórteres: André Cavalcante, Fernando Caetano, Diego Bertozzi, Bruna Carvalho, Álvaro Loureiro, Flávio Winicki, Flávio Amendola e Gudryan Neufert. Mais o apresentador Jackson Pinheiro e o narrador Rodrigo Cascino.

Segunda-feira passada (7/12), oito comunicaram suas saídas: o diretor Quaranta, os apresentadores José Ilan e Lívia Nepomuceno, os comentaristas Fábio Azevedo, Luís Carlos Quartarollo e Flávio Gomes.O apresentador Benjamin Back foi o único que recebeu proposta para permanecer, mas recusou e já assinou com o SBT. A narradora Renata Silveira pediu para sair e assinou com a Globo.

Na terça-feira (8/12), foram avisados que não teriam seus contratos renovados a apresentadora Vanessa Riche, os narradores Silva Junior e Eduardo Savoia, e os comentaristas Jorge Luiz Rodrigues e Paulo Lima. Aos poucos, todos os programas foram saindo do ar.

No Brasil, a Disney alega que a Fox Sports teve prejuízo financeiro nos últimos anos, e por isso optou por fechar a empresa. Mas o argumento é questionado no mercado. O canal está no azul e, há dois meses, a diretoria parabenizou os funcionários pelos bons resultados. O objetivo da Disney seria reforçar seus canais ESPN com os direitos esportivos que Fox detém. Por exemplo, da Copa Libertadores até 2024, que mantém as melhores audiências do ano na TV fechada. Também a Liga Europa da Uefa – segunda competição de clubes mais importante da Europa, e só perde para a Liga dos Campeões, que é da Turner Esporte Interativo – tem rodadas às quintas-feiras, com quatro jogos em dois canais Fox.

Mais do que tudo, a decisão obedece aos negócios internacionais, materializados nos interesses da Disney nos estúdios da Fox nos Estados Unidos, para produções do serviço de streaming Disney+, com a extinção da marca Fox.

Related Articles

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
21,963FãsCurtir
2,767SeguidoresSeguir
17,700InscritosInscrever

Últimas notícias