Tiago Maranhão deixa a SporTV e vai para a Amazon

Tiago Maranhão / Arquivo pessoal

Após dez anos de Grupo Globo, Tiago Maranhão, apresentador do programa Troca de Passes, dos canais SporTV, anunciou sua saída da casa. Ele parte para um novo desafio em ares bem diferentes. Contratado pela gigante de tecnologia e entretenimento Amazon, comandará o desenvolvimento em português do assistente de voz Alexa, trabalhando diretamente com a área de inteligência artificial da companhia.

“É uma decisão que vem sendo amadurecida há meses. Venho conversando com família e Globo há algum tempo. Passei por um processo seletivo de quatro meses, entrevistas e agora definimos o caminho”, explicou Maranhão. “Eu já vinha observando essa área de big tech [dados]. Um amigo me contou dessa vaga e me inscrevi no processo. É algo que me interessa. Conversei com a família e resolvi que era a hora para tentar”.

O anuncio, coincidentemente, deu-se na mesma semana em que Tiago envolveu-se em uma polêmica nas redes sociais com o comentarista da ESPN Mauro Cezar. Apesar do caso, a saída da Globo não tem qualquer relação com o ocorrido. “Fui aprovado há dois meses na Amazon e conversei com a Globo. Eles foram muito bacanas comigo. Compreenderam e pediram apenas um tempo para que a transição no Troca [de Passes] fosse realizada”, explicou o jornalista, que apresenta seu último programa no próximo domingo (11/8). “É simbólico. Um plantão no Dia dos Pais, no Rio, com minha esposa grávida em São Paulo”, brincou.

O Grupo Globo ainda avalia o nome que irá sucedê-lo na bancada do programa exibido no final da noite. Nos próximos 20 dias, o repórter André Hernan e o apresentador Rodrigo Rodrigues irão revezar-se no posto.

Em seu blog no Globoesporte.com, Maranhão publicou em 5/8 um artigo de despedida em que destacou sua trajetória no grupo: “Minha década platinada começou no dia em que troquei uma redação, onde não se trabalhava aos finais de semana, por um contrato temporário de três meses para ser o repórter da madrugada da TV Globo em SP. Durante um ano, testemunhei a violência e a crueldade de crimes que revelam o que o homem tem de pior. Mas também conheci a esperança e a coragem em situações improváveis. E esses sentimentos são altamente contagiosos”.

* Com informações do UOL Esporte Vê TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *