Lúcio Flávio Pinto lançou o livro Lula – O mito da esquerda, coletânea de textos que escreveu entre 2015 e 2018, passando por acontecimentos marcantes como o impeachment de Dilma Rouseff até chegar à prisão de Lula em 2018.

O autor destaca que sempre foi crítico do poder vigente, e que “o compromisso do jornalismo é com a democracia, que pressupõe a liberdade em todas as suas formas. Quando ela é aviltada ou perseguida, mais se impõe esse compromisso. Só assim se garante o direito de apontar a nudez do rei quando o rei se expõe ao olhar público sem suas vestes imaginárias”. A nudez a que ele se refere é o dia a dia de Lula e seus acompanhantes.

Lúcio diz ter consciência de que muitos empinarão o nariz para o livro, mas que “é preciso libertar a esquerda da âncora pesada que a imobiliza, o Lula inatacável, acima de qualquer crítica, fonte da verdade, guia do povo brasileiro, sacralizado pelos seus adoradores. Espero que este caminhar jornalístico pelo período de 2015 a 2018 contribua para que, revendo a história, vire-se a página que a encerra, oxigenando o espaço político brasileiro”.

O livro pode ser adquirido na livraria Fox, em Belém.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments