Justiça do DF condena policial que ameaçou jornalista

Condenação sai dois anos após a ameaça durante manifestação

O policial militar Raimundo José Vilanova de Souza foi condenado nessa terça-feira (27/8) pela Justiça do Distrito Federal por ter ameaçado o repórter fotográfico André Augustus Coelho Cardoso, de O Globo, em 24 de maio de 2017, durante manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A pena, anteriormente estabelecida em 30 dias de detenção em regime aberto, foi alterada para prestação de serviços à comunidade por um ano.

André registrava a ação de policiais para conter os manifestantes, quando o PM o ameaçou com um tiro no chão, próximo ao seu pé. Também chutou o repórter fotográfico e impediu outro profissional de registrar o evento.

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), não existiram evidências que indicassem perigo iminente no contato entre o jornalista e o policial, o que justificaria o disparo próximo ao pé de André Cardoso.

“Naquelas circunstâncias, se havia risco para a integridade física do jornalista, incumbia ao militar orientá-lo, por comando de voz, a sair da zona de conflito e se abrigar em local seguro, sem a menor necessidade de usar força física ou efetuar disparo de advertência”, explica o MPDFT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *