A imprensa no Carnaval paulista

O desfile do Grupo Especial das Escolas de Samba de São Paulo deverá mobilizar este ano um batalhão de 1.600 profissionais de imprensa, entre eles aproximadamente 240 de imagem, sendo 110 fotógrafos, 50 cinegrafistas e 80 assistentes. Vale lembrar que neste número não está incluída a equipe da TV Globo, que tem os direitos de transmissão do evento e que deverá contar com mais de 60 profissionais em sua estrutura.

Dos veículos estrangeiros, até esta 3ª.feira (29/1) já haviam garantido credenciamento 36 jornalistas, representando diversos países, como Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Itália, Espanha, Inglaterra e França.

Estrutura – A estrutura montada pela SPTuris para receber esses profissionais inclui uma sala de imprensa com computadores, pontos de internet fixos, rede wi-fi, bancadas, tevês de LCD, press releases, buffet, banheiros e estacionamento, oito cabines de rádio com vista para a pista de desfiles, dois praticáveis para fotógrafos e cinegrafistas, corredores de acesso à Concentração e Dispersão e corredores laterais à pista para passagem dos profissionais de imprensa.

Apuração – Por causa dos incidentes ocorridos durante a apuração de 2012, quando houve invasão da área de leitura das notas e violação das cédulas de votação, este ano foram anunciadas mudanças na cobertura do evento. Apenas profissionais credenciados para a cobertura dos desfiles poderão acompanhar a apuração e haverá limite de até dois repórteres e dois fotógrafos por jornal; um repórter e um fotógrafo por site ou revista; um cinegrafista, um repórter e um assistente por tevê, e dois repórteres (ou um repórter e um assistente) por emissora de rádio. Esses profissionais assinarão uma lista de presença e receberão uma pulseira especial para acessar a área onde ficam os representantes das escolas de samba e também a lateral do local onde ficam as mesas de apuração das notas e dos troféus.

Credenciamento – O credenciamento continua sendo realizado pelo sistema online contratado pela SPTuris. No entanto, como já ocorre há três anos, quem aprova ou reprova as solicitações é a Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Informações no novo site do evento, onde também estão disponíveis releases, notícias e fotos.

Tom maior – Vale lembrar que, pelo terceiro ano consecutivo, o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo participará do carnaval paulista com uma ala exclusiva para seus associados na escola de samba Tom Maior, que vai para a avenida com o enredo Parque dos Desejos – O seu passaporte para o prazer fazendo uma viagem pelo universo da imaginação. Para sócios da entidade, o valor das fantasias é de R$ 230 e para não sócios, R$ 250. Interessados em participar devem entrar em contato com o Sindicato pelo 11-3217-6298, ramal 6294.