8 C
Nova Iorque
segunda-feira, abril 12, 2021

Buy now

Domingo e Caco Alzugaray recebem Personalidade da Comunicação

Eram pouco mais de 19h30 desta 3ª.feira (23/4) quando Domingo Alzugaray chegou ao Centro de Convenções Rebouças, acompanhado de seu filho Caco Alzugaray e de sua filha Paula Alzugaray, para receber a justa homenagem que lhe seria prestada pela Mega Brasil e pelos profissionais de comunicação corporativa, com o Prêmio Personalidade da Comunicação. De cadeira de rodas e rompendo um repouso a que tem se submetido por razões de saúde, ele foi interceptado no meio do caminho por vários amigos, que lhe queriam dar um abraço e o cumprimentar. Eram amigos ilustres como Lázaro de Mello Brandão, presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Joseph Safra, presidente do Banco Safra, Mino Carta, ex-colaborador e sócio e que com ele fundou a revista IstoÉ, entre vários outros, que ali foram partilhar com ele e com Caco o reconhecimento pelo que ambos têm feito à frente da Editora Três e pelo jornalismo brasileiro. Eduardo Ribeiro, diretor deste Portal dos Jornalistas, que presidiu a solenidade, ressaltou, em seu pronunciamento: “Carismático, determinado e um empreendedor nato, não é exagero dizer que talvez o seu maior mérito, depois de construir uma empresa influente e respeitada em todo o Brasil, tenha sido o de montar, ao longo do tempo, boas, motivadas e longevas equipes, que o ajudaram na saga diária de disputar palmo a palmo um competitivo, complexo e agora também mutante mercado. Outro de seus méritos – e isso é inegável – foi ter feito de seu filho Caco um sucessor à altura, um sucessor que antes de assumir o comando pleno dos negócios, cinco anos atrás, ralou, para usar um termo popular, por vário anos, período em que atuou em várias áreas da empresa, para conhecê-la por dentro, em todas as suas principais particularidades”. Eduardo ressaltou ainda que “quem acompanhou mais de perto essa transição sabe que não foi um começo fácil. Jovem executivo, Caco, tendo diante de si imensas turbulências econômicas e uma indústria em acentuado processo de transformação, provocado pela revolução digital, encarou os desafios, chamou a si a responsabilidade e foi em frente, determinado como o pai, superando um a um os obstáculos. Soube unir o grupo de colaboradores em torno da causa, foi um hábil negociador com o mercado, mostrou-se um competente gestor e pouco a pouco se impôs também externamente como um dos líderes do segmento de revistas, retomando a saga de protagonismo que sempre caracterizou a Editora Três na imprensa brasileira”. Acostumado a homenagear e dessa vez na condição de homenageado, Caco agradeceu o carinho, mostrou-se tocado, reverenciou o pai, em quem disse inspirar-se permanentemente, e fez de público um agradecimento emocionado àqueles que estiveram juntos em outros tempos, como Mino Carta, Gilberto Mansur e Hélio Campos Mello, todos presentes à cerimônia, e aos atuais executivos, tanto da redação, como Carlos Marques, Luiz Fernando Sá e Milton Gamez, entre outros, quanto do comercial e demais áreas da empresa: “Sozinho ninguém consegue nada. Nossas conquistas são fruto de um trabalho de equipe e sou muito grato a todos pelo empenho e dedicação com nossa empresa”. Mino, que fundou e foi o primeiro diretor de Redação da IstoÉ, fez a entrega do prêmio e visivelmente comovido, dirigindo-se a Domingo Alzugaray, disse: “Esse prêmio é seu. Merecidíssimo. Parabéns”.

Related Articles

21,792FãsCurtir
2,735SeguidoresSeguir
17,400InscritosInscrever

Últimas notícias