Morre Raymundo Costa, repórter do Valor Econômico em Brasília

Raymundo Costa

Faleceu na noite dessa terça-feira (23/10), em Brasília, o repórter especial e colunista do Valor Econômico Raymundo Costa. Ele lutava contra um câncer de pulmão diagnosticado em 2016 e estava internado desde 7 de outubro.

Paraense, trabalhou no começo da carreira nos jornais A Província do Pará, O Liberal e no semanário alternativo Bandeira 3. Foi correspondente do Estadão em São Luís (MA), período em que se dedicou especialmente à cobertura da Amazônia. Estava há mais de 30 anos radicado em Brasília, onde atuou por Veja, IstoÉ, Folha de S.Paulo e O Globo, até chegar ao Valor, em 2005.

“O Valor perde muito mais que um de seus mais competentes profissionais, respeitado por leitores e por suas fontes”, destacou a diretora de Redação Vera Brandimarte. “Perde um companheiro de todas as horas, que inspirava tanta estima que mesmo com o passar dos anos sempre foi chamado carinhosamente no diminutivo. Raymundinho compartillhava seus conhecimentos sem reservas e formava as novas gerações com muita generosidade. Estamos no mais pesaroso luto”.

Políticos como o presidente Michel Temer, o presidente da Câmara Rodrigo Maia e o governador do DF Rodrigo Rollemberg manifestaram pesar pela morte dele nas redes sociais.

Dentre os jornalistas, também não faltaram homenagens, como a de Andreza Matais, do Estadão, que afirmou: “São poucos os que pegam na mão da gente para compartilhar conhecimento. Raymundo Costa era assim. Generoso! Vai fazer muita falta no momento em que o País precisa tanto de jornalista”.

O velório começou às 14h desta quarta-feira (24/10), na Capela 7 do Cemitério Campo da Boa Esperança (SGAS Quadra 916 Sul Área Especial Para Cemitério – Asa Sul), e o sepultamento está marcado para as 17 horas.

Logo Prêmio Jatobá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *