ABI ingressa na Comissão Arns de Direitos Humanos

A recém-empossada diretoria da ABI tomou nas últimas semanas algumas decisões para deixar patentes os novos rumos que dará à entidade. Entre elas estão o ingresso na Comissão Arns de Direitos Humanos, a proposta de filiação de Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, e a aprovação de anistia a devedores.

Com a primeira decisão, que atende à proposta de reinserção da ABI junto às entidades e movimentos que lutam pelo estado democrático de direito e em defesa da sociedade, a nova diretoria começa a participar da Comissão Dom Paulo Evaristo Arns de Defesa dos Direitos Humanos – Comissão Arns. Juca Kfouri, membro do novo Conselho Consultivo da ABI e um dos coordenadores da entidade em São Paulo, foi designado para representá-la junto à Comissão.

Criada em fevereiro passado por diversas personalidades da sociedade civil, a Comissão tem por objetivo “articular a luta na defesa de uma política de estado de direitos humanos”. Seu nome é uma homenagem ao cardeal emérito de São Paulo, Paulo Evaristo Arns, falecido em dezembro de 2016, que, à frente da arquidiocese paulista por 28 anos, foi um baluarte na defesa dos direitos humanos.

A filiação de Greenwald, responsável pelas revelações de diálogos travados entre juízes, procuradores e delegados federais envolvidos na Operação Lava Jato, foi anunciada em 15/7 pelo presidente Paulo Jerônimo Sousa, o Pagê, na cerimônia protocolar de posse da diretoria e membros dos Conselhos, eleitos em 27 de junho. “Ele adorou. Está dentro”, foi o comentário de um dos advogados de Greenwald, ao apresentar-lhe a proposta de associar-se à ABI, encaminhada pela diretoria recém-eleita. A formalização depende agora apenas de um acerto com a agenda dele.

E o Conselho Deliberativo aprovou uma anistia aos devedores. Com o pagamento do valor correspondente a três mensalidades (R$ 120), todos os associados que estão em débito com a ABI terão de volta os seus direitos associativos. Mais informações pelo tesouraria@abi.org.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *