À vontade no mundo das motocicletas

Aldo Tizzani, diretor da InfoMoto, descobriu que falar do mundo das motocicletas e vivenciar aventuras sobre duas rodas é um grande negócio. Há seis anos ele pilota a agência ao lado de Arthur Caldeira fazendo aquilo que mais gosta: jornalismo especializado. Mas a atividade na área automotiva começou bem antes, em 1996, quando foi cobrir o Salão do Automóvel daquele ano sob o viés da indústria.   Portal dos Jornalistas: Um carro/moto inesquecível? Aldo Tizzani: Uma picape Dodge Dakota, com a qual fiz viagens inesquecíveis ao lado da minha esposa, Simone. Era colocar toda a bagagem na caçamba e ?pé na estrada?. Verde, motor V6 e cabine simples. Foi a realização de um sonho, já que vinha de um GM Corsa 1.0. Também a Honda C 100 Biz foi uma companheira e tanto.   PJ – Um momento automotivo que marcou sua vida? AT – São vários… A cobertura do meu primeiro Salão do Automóvel, em 1996, que reuniu mais de 300 expositores nacionais e estrangeiros; a experiência de cobrir, em 2007, o Salão de Motos de Milão, evento que reúne praticamente todas as marcas, além de ser o berço do motociclismo mundial; conhecer uma fábrica de motocicletas na Índia (a TVS, parceira da Dafra); e o mais recente, que foi visitar a fábrica de motores e o Museu da Harley-Davidson nos Estados Unidos.   PJ – Onde iniciou suas atividades nessa área? AT – Comecei no jornalismo como estagiário no Sistema Globo de Rádio (CBN), mas o primeiro emprego profissional foi na Assessoria de Imprensa da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Mas sempre fiz muitos frilas no setor de duas rodas.   PJ – O que mais o impressiona na imprensa automotiva? AT – Agilidade. Hoje, a tecnologia anda de mãos dadas com o jornalista. É só ligar o notebook, conectar-se, escrever e enviar informações aos veículos praticamente em tempo real. Na minha época de faculdade, na PUC/SP, não havia computadores para as aulas de redação. O jeito era usar a boa e velha máquina de escrever. Meu primeiro computador, que comprei aos 25 anos, tinha sistema operacional Windows 95 e tela monocromática. Além disso, a tecnologia abriu portas para o crescimento dos portais e sites, que hoje trazem um completo noticiário sobre o segmento de duas e quatro rodas.   PJ – Um profissional da imprensa automotiva para homenagear o segmento? Um é pouco… O primeiro da lista é Josias Silveira. Foi ele quem desbravou o segmento de duas rodas, no final da década de 1970. Mix de ?louco? e visionário, Tio Jô é uma figura incrível, como muitas histórias para contar. Também tenho profundo respeito e admiração por Roberto Agresti, que vive o ?mundo motor? como poucos. Jornalista e piloto de carros clássicos, é um gentleman, companhia agradabilíssima em qualquer viagem. Já o terceiro faz parte de uma nova geração: Cícero Lima, um guerreiro que encara qualquer desafio para construir uma bela reportagem, seja ela de carro ou de moto. Grande figura humana!   PJ – Livro de cabeceira? AT – Pochi soldi e molti sogni, livro de um historiador italiano que conta a história de famílias italianas que deixaram a região de Lucca, na Itália, em busca de uma vida melhor, já que a Vecchia Botta sofria com o regime do ditador Mussolini. Muitos foram para outros países da Europa, alguns partiram para os Estados Unidos e outros para o Brasil. Em determinada página há uma foto do meu nonno Elia, da minha nonna Welleda e do meu pai Aldo (ainda criança). Preciso dizer algo mais? Todo dia lembro das minhas origens.   PJ – Time de coração? AT – Palestra Itália. Sociedade Esportiva Palmeiras.   PJ – O que mais gosta de fazer nos momentos de descanso? AT – Andar de moto, sem nenhum tipo de compromisso, viajar e andar de bicicleta com meus filhos Fábio e Pedro.   PJ – Algum hobby especial? AT – Fazer pizza e hambúrgueres para minha família e amigos.   PJ – Tipo de música que mais aprecia? AT – MPB, pop e classic rock.   PJ – Na televisão, qual programa predileto? AT – Esportivos, claro! Gosto também da série House. O ator Hugh Laurie também é motociclista e nos episódios, de vez em quando, pilota uma superesportiva ou custom. Na vida real usa uma Thiumph Bonneville.   PJ – Quais os jornais e revistas de que mais gosta? E sites especializados? AT – Folha de S.Paulo, Diário de S.Paulo, Veja, UOLCarros, iCarros/iMotos, Webmotors, moto.com.br e MotorCar. E para estar sempre atualizado, faço muitas pesquisas, principalmente em sites italianos e norte-americanos.   PJ – Um sonho por realizar AT – Transformar a InfoMoto em um grande polo gerador de conteúdo; escrever um livro de poesias e conhecer, em duas rodas, um ?continente? chamado Brasil.