Trabalhadores da EBC suspendem temporariamente a greve

Funcionários da EBC

Em assembleia realizada em 24/11, trabalhadores da EBC decidiram suspender temporariamente a greve a partir da 0h de 27 de novembro. A proposta foi apresentada no dia 21 pelo ministro Emmanoel Pereira, vice-presidente do TST, como alternativa para a mediação do processo pelo órgão. No dia seguinte, os trabalhadores já haviam apreciado a questão, mas decidiram apresentar uma contraproposta ao TST de aceitar a suspensão do movimento sob a condição de a empresa abonar os dias parados e manter a vigência do CCT atual enquanto a negociação ocorresse. Mas, em resposta negativa às solicitações dos empregados, o ministro recomendou novamente que a suspensão fosse avaliada para que as negociações pudessem ser mediadas pelo órgão.

“A suspensão de modo algum significa o fim da greve, mas sim um entendimento de que para que este movimento continue é importante apostar na via do TST”, afirma Gésio Passos, coordenador-geral do Sindicato dos Jornalistas do DF e empregado da EBC. “Essa é uma estratégia de pressionar efetivamente a empresa, que se nega a negociar e continua intransigente nesse processo”.

A propósito, repercutiu na imprensa e nas redes sociais a atitude do ator Pedro Cardoso, que convidado a participar ao vivo do Sem Censura, na TV Brasil, abandonou o estúdio da emissora depois de demonstrar apoio à paralisação na EBC. “Peço desculpas a vocês (convidados). Peço desculpas a você (Katy Navarro), mas não vou responder a essa pergunta e a nenhuma outra. Quando cheguei aqui, hoje, encontrei uma empresa que está em greve. E eu não participo de programas de empresas que estão em greve”, afirmou o ator. Ele tinha sido convidado para falar do romance Livro dos títulos, que está lançando.

A greve na EBC não foi a única razão que o levou a deixar o programa. Sem citar o nome, ele teceu duras críticas ao diretor-presidente da empresa Laerte Rimoli. O ator afirmou que o executivo teve atitude inadequada contra Taís Araújo. No último domingo (19/11), Rimoli compartilhou em sua página no Facebook memes ironizando a postura da atriz da TV Globo sobre o racismo. Ao palestrar no TEDx, Taís afirmou que pessoas atravessam a rua por causa da cor do seu filho. Nesta semana, Rimoli pediu desculpas à artista e à família dela, conforme registrou o site Correio, da Bahia.

Após o desabafo, Katy dirigiu-se ao ator: “Respeito bastante a sua decisão. Respeito a sua saída. A gente vive numa democracia e a gente precisa respeitar a opinião de cada um”. Na noite de 23/11, a EBC falou sobre o episódio e afirmou que Pedro Cardoso expressou-se livremente no programa, sendo essa “uma postura” da EBC. “Nossa programação é a prova viva – e ao vivo – de que esta empresa de comunicação pública é plural, é democrática, acolhe a diversidade de opinião e respeita a lei, inclusive o direito de greve”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *