Governo francês concede insígnia da Ordem Nacional do Mérito a Daniela Chiaretti

Daniela Chiaretti, entre Vera Brandimarte, diretora de Redação do Valor Econômico, e o embaixador Michel Miraillet

Daniela Chiaretti, repórter especial do Valor Econômico especializada em questões ambientais, foi agraciada em 9/8 com a insígnia de Chevalier da Ordem Nacional do Mérito, conferida pelo governo francês. A cerimônia reuniu jornalistas com quem ela dividiu redações ao longo de 30 anos, amigos e familiares, na casa de Brieuc Pont, cônsul-geral em São Paulo.

Os colegas de redação consideram emblemático que, “num momento de obscurantismo, ela tenha recebido o reconhecimento por sua cobertura que investiga as conquistas e retrocessos no entendimento da biodiversidade, dos povos da floresta, das principais conferências climáticas. A jornalista não se acanha em exercer a essência da profissão no compromisso com a sociedade e a democracia num planeta que se esvai. Seus amigos da vida e do @valoreconomico comemoraram emocionados e inflados de orgulho”.

Ao Jornalistas&Cia, Daniela disse que a homenagem, criada em 1963, “foi pelo conjunto do meu trabalho na cobertura de questões socioambientais no Brasil e no mundo. No discurso, o embaixador da França Michel Miraillet disse também que a condecoração era ‘uma homenagem da França à profissão de jornalista e à liberdade de imprensa’. Ele citou o matemático e pensador do Iluminismo Nicolas de Condorcet, que afirmava que ‘os amigos da verdade são aqueles que a procuram e não os que se vangloriam de tê-la encontrado’. A homenagem estendeu-se ao Valor Econômico, que faz cobertura sistemática e ampla do tema. No jornal, o tema é transversal a todas as editorias. Fiquei emocionada, agradecida e muito feliz”.

No Valor desde 2005, Daniela tem feito a cobertura das grandes conferências ambientais das Nações Unidas. Foi editora-chefe da revista Marie Claire e teve passagens por Gazeta Mercantil, Folha de S.Paulo, Veja e UOL. Ganhou o Prêmio Esso de Informação Científica, Tecnológica e Ambiental em 2011 com reportagem feita em viagem ao Ártico, em julho de 2010, para escrever sobre o impacto do aquecimento global perto do Polo Norte. Desde o ano passado integra o comitê consultivo sobre cobertura da Amazônia do Rainforest Journalism Fund, iniciativa coordenada pelo Pulitzer Center.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *