Segundo reportagem de Kelly Miyashiro no Notícias da TV (UOL), funcionários da Jovem Pan estão denunciando seus chefes por exploração de trabalho. Os profissionais foram informados de que terão aumento na jornada de trabalho sem remuneração e corte de folgas sem qualquer tipo de compensação. Um repórter afirmou que “tem pouca gente na redação pra botar os jornais no ar, é um sofrimento”.

A reportagem apurou que Rodrigo Mariz, chefe de Jornalismo da rádio, apresentou um plano para o dono da emissora, Tutinha de Carvalho, com o objetivo de aumentar a produção, mas sem autorização para contratar mais profissionais. A mudança transforma as quatro equipes (uma para cada fim de semana) em três, o que resulta no corte de um fim de semana de intervalo.

Um outro empregado, que não quis se identificar, disse ao Notícias da TV que a Jovem Pan pensa em lançar um canal de notícias de 24 horas no YouTube, em um formato parecido com os de CNN Brasil e GloboNews, mas que falta mão de obra para colocar o projeto no ar.

À reportagem, o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo declarou que recebeu denúncias de profissionais da rádio e que vai defender a categoria: “O Sindicato não concorda com o aumento da carga de trabalho, nem com a imposição unilateral de uma medida que afeta a vida de dezenas de profissionais. Se a Jovem Pan quer mudar as condições de trabalho, deve negociar a questão com o Sindicato, para que a opinião dos jornalistas seja levada em conta”.

Procurada pelo Notícias da TV, a Jovem Pan disse que não vai comentar o caso.

Leia também: TV Gazeta (Globo, ES) altera grade e corta funcionários

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments