Anunciados os vencedores do CBIC de Jornalismo

Foram anunciados na última semana os vencedores do II Prêmio CBIC de Jornalismo. Promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção, a iniciativa recebeu 134 inscrições, distribuídas entre oito categorias: Web, Impressa, Rádio, TV, Especial Mercado Imobiliário, Especial Infraestrutura, Especial Inovação e Especial Sustentabilidade, além do Grande Prêmio CBIC de Jornalismo, entregue ao principal destaque entre todas as categorias.

Conheça a lista dos trabalhos vencedores: Grande Prêmio CBIC: Ana Claúdia Dolores Meneses Bezerra (Diário de Pernambuco), com Cidades Possíveis.

TV: 1º Lugar – Ana Carolina de Abreu, Fabiani Assunção, André Amorim, Eriberto Pereira, Marcos Spiga, Demétrio Araújo e Catarina Farias (TV Jornal/PE), com Se essa casa fosse minha; 2º Lugar – Antônio Martins de Araújo Neto (TV Jornal/PE), com Indústria: Tecnologia e conhecimento; e 3º Lugar – Angela Denis e Nery (Canal Juventude Cristã/RJ), com Programa Profissões: pedreiros e o mercado da construção.   Mídia Impressa: 1º Lugar – Dimmi Amora, Fernando Mello, Márcio Falcão e Breno Costa (Folha de S.Paulo), com Ferrovia Norte-Sul, 25 anos de roubalheira, corrupção e desperdício; 2º Lugar – André Borges (Valor Econômico), com BR – 163, uma revolução adiada durante 30 anos; e 3º Lugar – novamente André Borges, desta vez com Pesado custo ambiental de Tapajós.

Rádio: 1º Lugar – Renata Colombo (Rádio Gaúcha), com Quem constrói a cidade em que vivemos; 2º Lugar – Natália Pianegonda, Kamilla Dourado e Rodrigo Orengo (BandNews FM), com Qualificação profissional: a porta para o futuro; e 3º Lugar – José Renato da Silva Freitas Andrade Ribeiro (Rádio Gazeta AM/RS), com Máfia dos falsos engenheiros.

Web: 1º Lugar – Gabriela Gasparin (G1), com a reportagem Com atrativo ambiental e econômico, sobe busca de selo verde em prédios; 2º Lugar – Mariana Congo (Estadao.com), com Impostos invisíveis respondem por até 93% do preço dos produtos e serviços no Brasil; e 3º Lugar – Isaura Daniel (Agência de Notícias Brasil Árabe), com Asfalto verde ganha as estradas.   Especial – Mercado Imobiliário: Daniel Vasques (Folha de S.Paulo), com um conjunto de reportagens.   Especial – Inovação e Sustentabilidade: Mirelle Costa e Silva (TV O Povo/CE), com Consciência Ambiental e Desenvolvimento.

Especial – Infraestrutura: Caio Cigana, Humberto Trezzi e Guilherme Mazui (Zero Hora), com A Agonia das Estradas. Os primeiros colocados de cada categoria foram premiados com um troféu e R$ 10 mil (valor bruto), enquanto a reportagem vencedora do Grande Prêmio CBIC de Jornalismo recebeu, além do troféu, uma viagem a Paris com acompanhante.