Aeronáutica homenageia Landell em projeto de enlace de dados

Por Hamilton Almeida, especial para J&Cia

Em breve, as comunicações entre controladores de tráfego aéreo e pilotos no espaço aéreo continental brasileiro vão ganhar um reforço. O método adicional será a troca de mensagens de texto por enlace de dados (Controller-Pilot Data Link Communications – CPDLC). Em desenvolvimento desde 2014 pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), o sistema, denominado Projeto Landell em homenagem ao padre-cientista Roberto Landell de Moura, inventor do rádio e pioneiro das telecomunicações no País, tem o objetivo de ser um meio adicional às comunicações VHF hoje usadas.

Os primeiros testes, com foco na avaliação de requisitos de desempenho da rede data link, foram feitos recentemente com uma aeronave Legacy 500 (FAB 3602). A nova aplicação deve começar a operar em meados de 2021 nas Regiões de Informação de Voo (FIR) de Recife e Amazônica. Poucos países, como os EUA, já iniciaram a implementação da CPDLC em espaço aéreo continental.

Capitão Marcelo Mello Fagundes

“O Projeto Landell oferecerá a CPDLC para aumentar a segurança das operações aéreas”, informa o capitão Marcelo Mello Fagundes, especialista em comunicações e gerente do projeto. “Vai reduzir a carga de trabalho, tanto de controladores como de pilotos, por meio de uma aplicação não suscetível a ruídos e a barreiras linguísticas. O entendimento das mensagens será inequívoco pelas partes”. Trata-se, basicamente, do emprego de mensagens pré-formatadas, correspondentes à fraseologia padrão de voz empregada para o controle de tráfego aéreo.

O Projeto Landell está alinhado com as recomendações internacionais emitidas pela Organização de Aviação Civil Internacional para evolução do gerenciamento de tráfego aéreo no mundo, já que é tecnologia habilitadora de conceitos do futuro, como as Operações Baseadas em Trajetória (TBO) e o 4DT (Trajetórias em Quatro Dimensões), informa o capitão Fagundes. “Para a operacionalização da CPDLC, um grande esforço de trabalho colaborativo, técnico, operacional e da indústria está sendo realizado, sob a gerência do Decea”, acrescenta.

Foi o próprio Fagundes quem teve a ideia de homenagear o padre-inventor. Ele elenca os motivos: “Pela afinidade conceitual entre a invenção de Roberto Landell de Moura com a proposta do projeto, já que a CPDLC é uma aplicação que utiliza as comunicações sem fio; pela falta de visibilidade e conhecimento do povo brasileiro e do mundo a respeito desse precursor das comunicações por meio de ondas eletromagnéticas; pelo ineditismo relacionado à operacionalização da CPDLC no espaço aéreo continental brasileiro; e também pela boa sonoridade da palavra Landell”.

Equipe do Projeto Landell

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *