Projor e OI começam a mapear o jornalismo local

Para mapear o jornalismo local no Brasil, o Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, que mantém o Observatório da Imprensa, anunciou nesta quinta-feira (31/8) que começa a fazer o Atlas da Notícia, um grande levantamento para identificar iniciativas de notícias espalhadas por todos os cantos do País.

Como primeira etapa do projeto, está convocando empresas jornalísticas, associações, universidades, sindicatos, profissionais da área e até consumidores de notícias a colaborarem com a construção de um banco de dados que mostrará como estão distribuídos os veículos produtores de jornalismo no território nacional, fornecendo conhecimento importante sobre o tema. Esses dados, que serão abertos para o público ao fim do desenvolvimento da plataforma Atlas, servirão de fonte para estudos acadêmicos e outros tipos de pesquisa sobre a imprensa brasileira.

Quem quiser sugerir algum veículo para integrar o levantamento basta acessar o formulário pelo site, identificando o nome da organização, a cidade onde se localiza sua sede, o Estado e outras especificações, como segmento principal e endereço eletrônico. O Projor incentiva pessoas a divulgarem os veículos que conhecem, independentemente de considerarem que algum deles já tenha sido mencionado; segundo o instituto, essa possível redundância o ajudará a certificar a informação. As informações serão, então, estruturadas e avaliadas pelos organizadores, a fim de garantir a veracidade, a precisão e a padronização dos dados.

A agência Volt Data Lab é responsável pela validação das informações, pela estruturação do banco de dados e pela construção da plataforma.

O Projor solicita que, além de colaborar com o levantamento, os interessados compartilhem em suas redes, para que mais pessoas possam participar e ajudar a visualizar o jornalismo local no Brasil.

Para colaborações técnicas ou parcerias, o contato é info@voltdata.info. Para outras informações e pedidos de entrevista, os contatos são a presidente do Projor Angela Pimenta (11-973-955-189) e o editor do Volt Data Lab Sérgio Spagnuolo (11-996-511-844).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *