18.4 C
Nova Iorque
segunda-feira, maio 23, 2022

Buy now

Octávio Costa deixa IstoÉ e passa a adjunto no Brasil Econômico

Há seis anos na direção da sucursal Brasília de IstoÉ, Octávio Costa deixa a publicação e a Capital Federal esta semana e assume na próxima 2ª.feira (2/7) a Direção-adjunta do Brasil Econômico no Rio de Janeiro, sua terra natal. Entra na vaga de Ramiro Alves, promovido há um mês a diretor-executivo do Grupo O Dia, em substituição a Alexandre Freeland (ver J&Cia 847 e 848). Com 42 anos de profissão, Octávio entrou para a IstoÉ em 2003 e por três anos e meio trabalhou entre Rio e São Paulo, até ficar baseado em Brasília. Ele diz nutrir uma relação afetiva com a revista, nesses anos de trabalho por lá: ?Ganhei até um almoço em São Paulo; normalmente celebra-se uma nova chegada e fui homenageado na saída da empresa?. Antes da Editora Três, Octávio trabalhou no JB, ali exercendo diversas funções, entre elas as de editorialista no Rio de Janeiro e chefe da sucursal em Brasília. Antes ainda, morou em São Paulo, período em que passou por Exame e Bovespa. Foi também, em Brasília, assessor especial do então ministro do STJ Edson Vidigal. Sobre o convite do Brasil Econômico, diz que veio em boa hora, ?em que volto para casa, para minha família, além de trabalhar em uma empresa nova mas com boas perspectivas no mercado. Uma mudança natural e necessária no momento?. Ainda não há definição sobre quem o sucederá em Brasília. Ainda no Brasil Econômico, as editoras Eliane Sobral, de Empresas, e Elaine Cotta, de Nacional, deixaram o jornal por decisão própria. Eliane despediu-se nesta 2ª.feira (22/6). Além de editar Empresas, coordenou nos nove meses em que ali esteve a página diária sobre Mídia e Publicidade. Não há ainda definição sobre quem a sucederá. Elaine, que esteve no jornal por um ano e meio, saiu um pouco antes, duas semanas atrás, para se dedicar a frilas e outros projetos pessoais. Foi substituída pela sub Ivone Portes. Eliane Sobral diz que, por enquanto, vai curtir um período de férias e só depois verá o que fazer. Ela deu seus primeiros passos profissionais em São Paulo, onde nasceu, mas dois anos após se formar, em 1988, foi para Brasília como repórter da revista Balanço Financeiro, editada pela Gazeta Mercantil, passando em seguida para a sucursal do Estadão. Na volta a São Paulo, antes de regressar à Gazeta Mercantil, em 1998, esteve em Folha de S.Paulo, DCI, Deadline, SuperHiper e América Economia. Em 2003 passou pela comunicação corporativa da Atento, voltando em 2005 às redações como repórter de Empresas do Valor Econômico. Em 2008 foi para o Canadá, ali permanecendo por seis meses, e na volta ao Brasil foi para a IstoÉ Dinheiro, de onde saiu para o Brasil Econômico. Seu e-mail pessoal é [email protected] Elaine Cotta é santista e começou a carreira em 1996, como estagiária de A Tribuna, de sua cidade. Antes de ingressar na grande imprensa, atuou em assessoria de imprensa e passou uma temporada no Canadá. Já no Brasil, em 1999, ingressou no Investnews, da Gazeta Mercantil, primeiro como repórter e depois como coordenadora de Internacional. Em abril de 2004 transferiu-se para o Grupo Folha, onde esteve por quatro anos e meio, em várias funções, entre elas correspondente em Buenos Aires e repórter de Economia da Folha Online, com passagens pelas sucursais de Brasília e Rio de Janeiro. Em outubro de 2004 aceitou convite para ser repórter de Economia da IstoÉ Dinheiro. Passou em seguida por Revista da Semana (Editora Abril) e Portal R7 (Grupo Record), como editora de Economia. Contatos com ela podem ser feitos pelo e-mail [email protected]

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,323SeguidoresSeguir
19,600InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese