Márcia Tiburi deixa o Brasil por causa de ameaças

Márcia Tiburi

A professora e escritora Márcia Tiburi revelou nessa segunda-feira (11/3) que deixou o País em dezembro passado em razão das constantes ameaças que vinha recebendo nas redes sociais.

Ex-candidata ao governo do Rio de Janeiro nas últimas eleições, contou ao site Diálogos do Sul que passou a constantemente receber ameaças após entrevista que concedeu a Juremir Machado, da rádio Guaíba, de Porto Alegre, em 24 de janeiro de 2018. Na ocasião, ela foi surpreendida quando Juremir convidou o líder do Movimento Brasil Livre (MBL) e o agora deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) para debater com ela. Por não ter sido avisada disso, Márcia recusou-se a participar e deixou o programa.

“Teve uma emboscada midiática naquele momento. Entrou o MBL com a sua arma na mão, que é o celular. No dia seguinte a minha vida virou um inferno”, explicou Márcia, que está em uma residência literária nos EUA que protege escritores ameaçados. “Depois daquele evento, eles criaram várias fake news contra mim, colocaram a minha imagem para circular pelo Brasil a partir do site deles, ficaram me atacando, invadindo os meus eventos, fazendo bullying, produzindo agressões. Teve lugares em que aconteceram brigas e eles agrediram pessoas. Isso em todos os meus lançamentos de livros durante o ano de 2018. Eu tive que começar a andar com segurança, meus eventos tinham segurança, mil coisas”. (Veja+)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *