Marilu Cabañas

Marilu Cabañas se formou em jornalismo pela UniSantos -Universidade Católica de Santos / Santos, SP.

Apaixonada por jornalismo desde a infância, inventavahistórias e brincava de fazer investigações. Decidiu pela profissão aos 10anos.

O primeiro contato com o jornalismo aconteceu quandocomeçou a trabalhar na Rádio Guarujá Paulista AM / SP, onde permaneceu porcinco anos.

Em seguida migrou para o Jornal Guarujá. Depois, para aRádio Bandeirantes, onde também ficou por cinco anos e recebeu o primeiroPrêmio Vladimir Herzog, em 1987, na categoria Anistia e Direitos Humanos, comuma matéria sobre as condições da rede pública de saúde no Brasil.

Ao sair da Rádio Bandeirantes, teve breve passagem peloSBT, onde trabalhou durante dois anos.

Foi repórter no programa Atenção Brasil, da Rádio Culturade São Paulo, em que permaneceu até janeiro de 2011.

Ao longo de sua carreira conquistou diversos prêmios dojornalismo, como Vladimir Herzog, na categoria Anistia e Direitos Humanos, em1987; Prêmio da Federação dos Jornalistas, na categoria radioreportagem, em2000; da Andi (Agência de Notícias dos Direitos da Infância) e Rede Andi(apoio: Unicef, Abrinq e McCann-Erickson), com o título Jornalista Amigo daCriança, em 2000; Líbero Badaró, na categoria variedade, em 2001, dentreoutros.

Em 2012 produz reportagens especiais para a rádio da RedeBrasil Atual.

 

Atualizado em janeiro de 2012 – Portal dos Jornalistas

Fontes: 

http://www.paulista900.com.br/?p=3939
http://www.facasper.com.br/noticias/index.php/2011/06/27/faculdade-casper-libero-recebe-a-premiada-jornalista-marilu-cabanas,n=5717.html
http://www.redebrasilatual.com.br/radio

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *