22.6 C
Nova Iorque
segunda-feira, outubro 25, 2021

Buy now

UOL denuncia que jornalista de Minas Gerais ameaçou e perseguiu colegas de TV

Reportagem de Adriano Wilkson, do UOL, denuncia que o repórter Bernardo Lima, que se diz dono de uma webrádio em Minas Gerais, ameaçou, assediou, importunou e perseguiu jornalistas mulheres de emissoras de TV como Globo, Band e SBT. As profissionais relataram que, pelas redes sociais e telefone, Bernardo dirigiu ofensas e comentários inoportunos e recorrentes, e ameaçou publicar histórias falsas sobre elas.

Segundo a reportagem, os relatos das jornalistas ameaçadas mostram um padrão de comportamento: Bernardo entra em contato como a colega de profissão, mostra admiração pelo trabalho e insiste em se comunicar com ela até se tornar incômodo. Quando é ignorado ou bloqueado, passa a se comportar, segundo elas, como um hater e um perseguidor. As profissionais que relataram a perseguição do repórter optaram por não registrar boletins de ocorrência.

Uma das importunadas disse que Bernardo descobriu sua senha do Facebook e ameaçou publicar uma história falsa inventada por ele. Outra relevou que o repórter chegou a comentar com uma conhecida dela que gostaria de matá-la.

Há duas semanas, a repórter Lívia Laranjeira, da TV Globo, denunciou em seu Twitter uma mensagem que recebeu de Bernardo. Na ocasião, ele escreveu utilizando o perfil um veículo de comunicação que afirmava possuir:

Em 2018, o repórter admitiu ter falsificado a carteirinha da Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE). A reportagem do UOL teve acesso a uma troca de e-mails na qual Bernardo justificou a falsificação dizendo que precisava se defender pois estava “sendo vítima de difamação”. Desde então, a AMCE vem recusando todas as tentativas de credenciamento feitas por Bernardo. A entidade afirmou que recebeu diversas denúncias contra o comportamento do jornalista, mas que nada pode fazer justamente por ele não ser filiado.

Procurado pela reportagem do UOL, Bernardo afirmou por telefone em 9/2 que não se pronunciaria sobre o teor das denúncias. Procurado pelo WhatsApp, ele insistiu que não comentaria.

Leia a reportagem completa do UOL.

Related Articles

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
22,043FãsCurtir
2,997SeguidoresSeguir
18,700InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese