O Globo muda site e traz novo modo de produção

O Globo estreou no último domingo (13/11) seu novo site, que passou por reforma gráfica, editorial e tecnológica. Desde o lançamento, em 1998, esta é a primeira grande reformulação. Há dois anos, teve início a integração das redações do online e do impresso, incluindo o jornal Extra, o que foi fundamental para se chegar à mudança desta semana.

Na parte editorial, a nova fórmula pretende equilibrar a agilidade exigida pela internet com a necessidade de oferecer mais contexto e análise. “Não importa a velocidade da publicação da notícia. Ela será sempre bem apurada e checada para dar ao leitor a informação mais confiável”, diz o diretor de Redação Ascânio Seleme.

O conteúdo tem ênfase no Rio, com cerca de 25% do total, como sugerem grandes jornais do mundo quanto à sua principal praça de circulação. O escritório catalão de design Cases i Associats, com sede em Barcelona e escritório em São Paulo, entre outros países, responde pela reformulação gráfica. Guiaram-se por estas prioridades: interatividade, hipertexto, atualização rápida e convergência de mídias. Assim, projetaram diversos módulos de conteúdo editável, todos com chamadas em destaque na capa do site e dentro da maioria das editorias. O menu foi reorganizado, passando a trazer menos itens, mas apresentados de forma mais clara.

Como resultado, propuseram combinar os conteúdos mais importantes com os mais interessantes. O novo aspecto pode ser assim descrito: um canal, no alto da capa do site, tem a cobertura em tempo real, não na forma clássica e muito resumida da internet, mas notícias com todos os elementos principais, como se fosse na primeira página do jornal. Pedro Doria, editor-executivo de Plataformas Digitais, define: “Entregamos as notícias na primeira página [do impresso] de forma contextualizada, organizada. É isto o que faremos na web”. E Luiz Antônio Novaes, o Mineiro, editor-executivo da Primeira Página, resume: “Que nossa internet busque captar a alma do papel”. Há também uma área de serviço, para transmitir o pulso do Rio.

No meio da página, vem a faixa Seleção do Globo, reunindo o melhor que a Redação produziu em texto, foto, vídeo e infografia. Uma área de vídeos, chamada Direto da Redação, traz jornalistas comentando os assuntos em pauta. A partir da consideração de que uma característica do Globo é ser curador de informação bastante variada, o time de colunistas, blogueiros e colaboradores ganhou destaque na lateral da página.

G360° é um bloco multimídia, no pé da página, com a sequência das melhores fotos do dia e os vídeos mais recentes. Do ponto de vista da tecnologia ” em que ocorreram as maiores alterações para quem trabalha na Redação “, foi implantada, na última semana, a nova plataforma de produção CCI-NewsGate, e também a ferramenta Escenic, de publicação na internet. Isso terminou na semana passada, antecedendo a reforma do site, sob a responsabilidade da gerente de Negócios Digitais Raquel Almeida.

No novo ambiente web, que comporta chat, vídeos e tecnologia 3D, a informação produzida independe da plataforma em que será veiculada. A ideia é produzir simultaneamente conteúdo para os jornais digitais e impressos, com a edição do site reforçada, de modo que esse material seja aproveitado no jornal, e a redação do impresso possa se dedicar mais ao aprofundamento e à contextualização da notícia.

Em termos comerciais, a nova página oferece três exposições diferentes de anúncios. Em paralelo à campanha publicitária de divulgação para o leitor e o anunciante, há um trabalho específico para as redes sociais Facebook e Instagram.